Entidade Reguladora Independente da Saúde de Cabo Verde manda retirar medicamentos do mercado

25/09/2019 23:22 - Modificado em 25/09/2019 23:57

A Entidade Reguladora Independente da Saúde de Cabo Verde mandou retirar do mercado os medicamentos Ranitidina Cinfa, Ranitidina Farmoz e Bloculcer devido a presença de uma substância potencialmente cancerígena.

Na sequência de um alerta internacional, para a presença de uma substância potencialmente cancerígena, a Entidade Reguladora decidiu ordenar a retirada imediata do mercado dos medicamentos de proteção gástrica, que contém o princípio ativo ranitidina.

A diretora de Regulação Farmacêutica, Lenira Centeio, em declarações à Rádio Pública, disse que após uma investigação feita confirmou-se a entrada no mercado de lotes de ranitidina, possivelmente contaminados, um medicamento muito utilizado no país.

De relembrar que não é a primeira vez que são retirados do mercado nacional medicamentos com substância potencialmente cancerígena. Muitos medicamentos adulterados ou contrafeitos produzidos na Europa, na América e na Ásia, acabam muitas vezes nos países africanos.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, entre 2013 e 2017, quase metade dos medicamentos falsos e de baixa qualidade, foram encontrados na África Subsaariana.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.