Cabo Verde reforça campanha contra gafanhotos que afeta quatro ilhas do país

18/09/2019 00:59 - Modificado em 18/09/2019 00:59

O Ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva disse, nesta terça-feira, que o seu ministério está preparado e vai reforçar “ainda mais” a campanha contra a praga de gafanhotos que afeta quatro ilhas do país.

“É importante saber que existe um plano de intervenção que está a ser executado pelo Ministério da Agricultura com uma enorme equipa de terreno, a fazer o tratamento”, disse o governante.

O Ministro, que falava à margem do 14º Simpósio de Hidráulica e Recursos Hídricos dos Países de Língua Portuguesa, na cidade da Praia, notou que, quando chove, muitas pragas aproveitam-se para eclodir no país, neste caso os gafanhotos.

O governante referiu também que Cabo Verde é um país sob influência do Sahel e os gafanhotos constituem uma característica dessa região e multiplicam-se nesta altura do ano.

“O Ministério está preparado e vai reforçar ainda mais a campanha contra os gafanhotos”, assegurou Gilberto Silva, para quem os agricultores têm um “papel-chave” na luta contra essa praga, pelas informações que podem dar aos serviços técnicos e participação direta nas campanhas.

Na semana passada, o Ministério da Agricultura e Ambiente de Cabo Verde informou que uma praga de gafanhotos começou a afetar as terras áridas e semiáridas das ilhas de Santiago, Fogo, São Nicolau e São Vicente.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.