PN prende 10 indivíduos em flagrante delito pelo abate de forma indiscriminada de árvores

12/09/2019 01:08 - Modificado em 12/09/2019 01:08

O Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA), informou nesta quarta-feira, que em articulação com a Polícia Nacional tem levado a cabo ações de combate ao corte indiscriminado de árvores, de forma a pôr cobro a este crime ambiental. Neste sentido, no passado fim-de-semana, 10 indivíduos foram detidos em flagrante delito por abater de forma indiscriminada árvores do perímetro florestal, na localidade de Achada Brandão, Concelho de Ribeira Grande de Santiago.

De acordo com o MAA, no local em questão, a Polícia Nacional encontrou 10 indivíduos tendo o condutor da viatura desaparecido. “Os 10 indivíduos foram detidos e procedeu-se à apreensão e reboque da viatura carregada de material lenhoso retirado da floresta” escreve a mesma fonte na sua página oficial.

O Ministério da Agricultura e Ambiente salienta que as florestas constituem um recurso natural que “deve ser explorado, mas de forma sustentável”, através da poda, assistida por técnicos, sem violação da lei florestal e recorrendo apenas à floresta de produção. “É possível sim fazer a exploração de uma forma sustentável com impactos positivos “na luta contra a pobreza, contra a fome e melhoria da economia do país” vinca o MAA.

A mesma escreve que a florestação em Cabo Verde tem exercido um “papel importante na luta contra a desertificação”, quer pelos seus efeitos, quer pelos seus impactos ambientais na “melhoria de condições de vida da população sobretudo os que vivem no meio rural”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.