Nova Direção do Grupo Estrelas do Mar quer elevar a fasquia do Carnaval 2020 para “agradar o povo de São Vicente”

10/09/2019 23:36 - Modificado em 10/09/2019 23:36

O recém-eleito presidente do grupo carnavalesco Estrelas do Mar, Fernando Fonseca, que irá dirigir os destinos do grupo para os próximos três anos, garante que a nova equipa tem um “projeto bastante ambicioso” para o Carnaval 2020 e diz-se preparado para os desafios que se seguem para elevar a fasquia do Carnaval mindelense e “agradar” o povo de São Vicente.

Fernando Fonseca fez estas afirmações em conferência de imprensa, realizada esta terça-feira, em Mindelo e que serviu de apresentação pública da nova direção do grupo carnavalesco para os próximos três anos, isto após as eleições realizadas no passado, 03 de setembro e também para apresentação das ideias e perspectiva do grupo para o Carnaval 2020.

Durante o ato, o novo presidente afirmou que a nova equipa tem um “projeto bastante ambicioso” para o Carnaval 2020, onde todos os sócios, figurantes e aqueles que gostam do Estrelas do Mar vão certamente aprovar.

“Temos uma equipa coesa, unida, sólida, dinâmica e com capacidade de se apresentar em grande no Carnaval 2020. Candidatamo-nos a este desafio, precisamente para o carnaval de São Vicente, porque sentimos que o grupo tem mais para dar ao carnaval da ilha. Estamos prontos para esta luta e vamos fazer de tudo para agradar o povo de São Vicente. Temos um projeto mais interessante do que o do ano transato e mais competitivo” reiterou Fernando Fonseca.

Depois do “renascimento” do grupo em 2018, o presidente quer elevar a fasquia para lugares cimeiros da classificação, até porque existe a possibilidade da LIGOC avançar para a criação de duas divisões no Carnaval mindelense. Por isso, a intenção é “dar tudo”, pois como elucida Fernando Fonseca, todos os elementos sabem de antemão o nível exibido pelo Estrelas do Mar em anos anteriores. “Com a equipa que nós temos, a organização e dinamismo, juntamente com os nossos parceiros, acho que vamos atingir um nível onde todos vão ficar satisfeitos” realçou o novo líder, apontando ainda que já comunicaram a LIGOC as eleições feitas internamente no grupo.

Para além do projeto carnavalesco, o mesmo esclareceu que o grupo tem vários projetos socioculturais voltadas para São Vicente. Dentro do social, Fernando Fonseca, diz existir a ideia de ajudar as pessoas carenciadas de diversos pontos da ilha, como também na área da saúde.

Para já, Fernando Fonseca, avança que o grupo tem em carteira a execução, ainda para este ano, de dois “grandes eventos socioculturais”, avançando que o primeiro terá lugar ainda neste mês de setembro e servirá de angariação de fundos. Já o segundo, ainda sem data confirmada, será, segundo o mesmo, para mostrar aos sanvincentinos “o poderio que o Estrelas do Mar vai ter, para além de trazer pessoas que acreditaram, mas sobretudo que gostam do grupo”, adiantou Fonseca, salientando que ainda não há data certa para a tomada de posse.

Por sua vez, Bitú Alves, Diretor Artístico deste grupo, após ter estado ligado ao Vindos do Oriente, diz que este é um “regresso a casa” e que sempre pertenceu ao Estrelas do Mar, mesmo nos anos em que o grupo esteve fora da festa do Rei Momo.

Este ainda vincou que, foi dado um “passo enorme” em termos de carros alegóricos, devido a grande exposição de informações nas redes sociais e também pelas sucessivas formações que são alvos neste momento, como as formações ministradas durante o Carnaval de Verão.

“Participei nas formações e foi bom, porque houve muito intercâmbio. O próximo carnaval trará coisas diferentes” regozijou-se Bitú Alves, que já leva mais de trinta anos ligados ao carnaval.

O corpo diretivo do grupo Estrelas do Mar, para além do presidente, Fernando Fonseca e do Diretor Artístico, Bitú Alves, é constituído pelo vice-presidente Carlos Delgado, pela Secretaria, Etelvina Teque, e pelo Tesoureiro, Elísio Lacerda.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.