Centro Cultural do Mindelo acolhe exposição de cerâmica

1/09/2019 23:56 - Modificado em 1/09/2019 23:56

No âmbito da parceria entre Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA) e o Centro Nacional de Arte, Artesanato e Design (CNAD), o Centro Cultural do Mindelo (CCM) acolhe uma exposição de peças em cerâmica, cuja inauguração ocorre a 03 de setembro.

As Residências Criativas do Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA) promovem o encontro entre artesãos e designers e o cruzamento entre os universos da tradição e da inovação para a criação de produtos com novas linguagens.

Esta Residência, em particular, integrada no projeto Craft & Art – Capacitar pela Inovação, apoiada no âmbito do Programa de Cooperação Territorial INTERREG V-A Madeira-Açores-Canárias 2014-2020, visou o desenvolvimento de experiências que reforcem a interculturalidade e a troca de saberes e de técnicas entre esses territórios e Cabo Verde.

Esta foi uma residência em que se explorou os recursos endógenos como o vime, a folha de dragoeiro, a espadana, a palhinha e o barro de Santa Maria, porque é essencial voltar a valorizar as matérias primas locais e a sua utilização no artesanato.

Poderá ser invulgar a junção de duas áreas tão diferentes como é a olaria e as fibras vegetais, mas o CRAA quis desafiar os artesãos e os mentores convidados para a inovação.

Foram sete os artesãos que fizeram parte desta Residência. Aida Bairos, Cristina Bairos e Marina Mendonça da ilha de Santa Maria, Bento Silva da ilha de São Miguel, Aurélia Rocha e Manuela Medeiros da ilha Terceira, todas dos Açores, e Luís Lopes da ilha de Santiago, em Cabo Verde.

Assim, sob a orientação de Kathi Stertzig e Álbio Nascimento, através da The Home Project Design Studio, surgiram peças de criação conjunta e com um enorme potencial económico produzidos com materiais e técnicas típicas da região com recurso com uma estética renovada.

Das edições anteriores forma reunidas cerca de 30 designers, criativos e artesãos de várias ilhas e gerações e criar a prototipagem de mais de 100 produtos artesanais.

“Toda esta diversidade tem permitido uma visão abrangente sobre o potencial das matérias primas regionais e técnicas artesanais e desta forma incentivar a criação de novos produtos, que assegurem a sustentabilidade do trabalho dos artesãos, de modo a alcançar novos mercados, para além dos tradicionais”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.