Ministro do Mar satisfeito com a possbilidade de investimentos do Banco Europeu de Investimento

14/10/2022 00:09 - Modificado em 14/10/2022 00:09
| Comentários fechados em Ministro do Mar satisfeito com a possbilidade de investimentos do Banco Europeu de Investimento

O Ministro do Mar, Abraão Vicente, recebeu nesta quinta-feira, 13 de setembro, no Ministério do Mar, em São Vicente, uma missão técnica do Banco Europeu de Investimento (BEI).

O encontro teve como objetivo discutir áreas de cooperação e possíveis projetos que poderiam beneficiar do apoio do BEI em setores-chave como as energias renováveis,os transportes, a economia azul, a gestão de resíduos sólidos e a digitalização.

Abraão Vicente diz que no encontro com os bancos é preciso ter projectos concretos. E é isso que esta missão anda à procura dentro do conceito da economia azul, projectos sólidos e capazes de serem concretizados.

“Vamos com muito pragmatismo mostrar que a economia azul é um conceito criado, mas que por detrás existe uma economia real, que tem a ver com a construção naval voltada para a pesca, construção naval de reparação naval, caso da Cabnave, os portos e tudo que são projectos de transição energética que podem ser acolhidos aqui na Baia do Mindelo e nas nossas orlas marítimas e costeiras”.

O Governante diz que o encontro serviu para discutir áreas de cooperação e possíveis projetos que podem ser beneficiados com o apoio desta instituição bancária europeia em setores-chave e ainda deixar uma mensagem bem clara.

“Cabo Verde quer se posicionar como um ponto estratégico dentro daquilo que é a nossa sub-região, porque estamos a falar de economia de escala. Não estamos a falar, apenas, de economia para servir as ilhas de Cabo Verde à população de meio milhão de habitantes”, referiu Abraão Vicente, salientando que nenhuma empresa que investe milhões quer que o seu público e mercado sejam tão pequenos como o mercado de Cabo Verde.

Logo defendeu o governante,  que a economia azul, voltada para a economia marítima, pode dar a Cabo Verde a escala necessária, quando juntada, por exemplo os projectos ligados ao Cabo Verde digital e a digitalização do país.

“Temos aqui várias oportunidades, é importante que os empresários cabo-verdianos tenham ambição”, evidenciou AbraãoVicente.

Apresentamos a reestruturação da Cabnave, o reinvestimento na empresa transformando-o numa empresa, não só de ter capacidade de dar vazão à indústria nacional, mas a Cabnave como uma empresa de referência internacional. 

“Não só para reparação naval, mas também para construção de tudo aquilo que são as tecnologias voltadas para a energia renováveis. Abraão Vicente diz que os parceiros querem ver projectos sólidos, que podem ser consolidados/ampliados e escalados no futuro.

A Chefe de Unidade da África Ocidental e Central avançou que o encontro serviu para mostrar o compromisso do Banco Europeu de Investimento em continuar a apoiar Cabo Verde nas diferentes áreas, com foco na economia azul.A Missão do  Banco Europeu de Investimento em Cabo Verde decorre desde o dia 10 até 14 de outubro.

EC

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2022: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.