Delegada do Ministério da Educação de São Vicente garante que neste ano lectivo não vão faltar professores

28/08/2019 15:07 - Modificado em 28/08/2019 15:07

A delegada do Ministério da Educação em São Vicente, Maria Helena Andrade, assegurou que tudo está pronto para o começo das aulas e que não vão faltar professores nas escolas, como sucedeu no ano passado.

Maria Helena Andrade fez estas declarações à imprensa, nesta quarta-feira, assumindo que neste ano letivo 2019/20, que arranca em setembro, os estudantes do 3º e 7º ano Ensino Básico Obrigatório (EBO) terão novos planos curriculares e os do 9º e 10º anos serão beneficiados com a isenção de propinas. Afirmou ainda que, a partir do 5º ano, haverá a introdução do caderno modelar de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) em todas as classes.

De acordo com a mesma fonte, no Ministério tudo está pronto para o início das aulas e que não se vão registar falta de professores, como de resto aconteceu no ano findo.

Para o novo ano letivo cerca de 1050 professores vão garantir o cumprimento do currículo, para 15 mil alunos do pré-escolar ao secundário.A mesma elucidou que algumas escolas básicas da ilha vão sofrer reabilitações, nas cozinhas e casas de banho, como são os casos das escolas, “Jovino Santos”, “Valentina Lopes da Silva”, São Pedro, “Mestre Baptista” e Chã de Cemitério.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.