Vasco Martins, Beto Dias e Grace Évora no segundo dia da Baía das Gatas.

6/08/2019 01:32 - Modificado em 6/08/2019 01:32

Os artistas Vasco Martins, Beto Dias e Grace Évora marcam presença em cima do palco no segundo dia do Festival Internacional de Música da Baía das Gatas.

Como um dos fundadores deste Festival, Vasco Martins apresentou-se em mais de uma dezena de vezes na abertura do Festival da Baía das Gatas. Este ano abre a cartaz do segundo dia, 10 de Agosto.

VASCO MARTINS

Foto: CMSV

Vasco Martins nasceu no ano de 1956 em Queluz, Portugal, onde viveu até os 9 anos. É filho de pai cabo-verdiano e mãe portuguesa. Aos 9 anos junta-se à família paterna em São Vicente, Cabo Verde, onde vive actualmente.

Apresentou-se em mais de uma dezena de vezes na abertura do Festival da Baía das Gatas. Como um dos fundadores deste Festival, cumpre uma das suas premissas que orientou o ideal deste extraordinário evento: apresentar sempre música original, tal como o fluir da vida.

Este ano, com um novo set up de sintetizadores cria o “Baía 2019 Powerfull Project”, onde alia rítmicas tradicionais com tecno-transe, efeitos e pujança orquestral. A guitarra de Vamar empresta um vigoroso e potente som, aliado à “Voz de África” de Mamadou Sulanbaku: BAÍA POWERFUL PROJECT!

BETO DIAS

Foto: CMSV

Beto Dias nasceu no Concelho do Tarrafal de Santiago, na localidade de Ribeira das Pratas. Desde cedo descobriu a sua aptidão pela música e na infância já elegera Norberto Tavares como o “pai” de todas as suas inspirações. O projecto de seguir a música define-se na Holanda, para onde emigra, com apenas 11 anos, em companhia dos pais e irmãos.

Na década de 80 integra o grupo Rabelados, como guitarrista, e começa a sua carreira na música. Com determinação e talento, logo, Beto Dias torna-se o líder e a principal voz da banda, ao lado do também músico Meno Petcha.

Com os Rabelados Beto Dias gravou dois discos: O CD de estreia da banda Unidade e Amor (1989), e Sukuru (1996), o álbum de despedida, já que o grupo se extinguiu em 1997. A partir dessa data, Beto Dias inicia uma bem-sucedida carreira a solo, traduzida numa sólida discografia, inúmeras actuações e participações em projectos musicais diversos.

Beto Dias começou como um empenhado guitarrista e revelou-se um excelente intérprete e um compositor bem-sucedido. Nos últimos tempos tem sido ele o responsável pelos seus trabalhos em todas as fases de produção.

GRACE ÉVORA

Foto: CMSV

Grace Évora nasceu na ilha de São Vicente em Cabo Verde. Desde criança Grace demonstrou um grande interesse pela música como cantor e baterista. Ainda na sua infância ele e os seus pais emigraram temporariamente para Paris para depois fixar residência permanente em Rotterdam, Holanda.

Em 1987, Grace conseguiu abrir as portas do sucesso quando foi convidado para ser baterista do grupo Livity. Banda onde teve a oportunidade de dar voz a uma faixa intitulada “Bia”, no segundo álbum deste grupo. Já fez muitas digressões pelas comunidades cabo-verdianas espalhadas por todo o mundo e é conhecido em todos os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP).

Em Angola e Moçambique por exemplo é regularmente convidado para se apresentar nos mais diversos eventos e certames internacionais da música. Actualmente, goza de uma carreira musical como artista a solo e também baterista e cantor dos Splash.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.