Ky-Mani Marley, Ludmilla Oliveira e os Tabanka Djaz mais três nomes para brilhar na Baía das Gatas

5/08/2019 00:43 - Modificado em 5/08/2019 00:43

Ky-Mani Marley está de volta a Cabo Verde, desta feita para a sua primeira actuação na ilha de São Vicente, na 35ª edição do festival de música Baía das Gatas. Já a cantora Ludmilla fará a sua primeira apresentação em solo cabo-verdiano. Quanto aos Tabanka Djaz são “velhos conhecidos” do público mindelense e do Festival da Baía das Gatas.

KY-MANI MARLEY

Foto: CMSV

Ky-Mani Marley cantor de reggae jamaicano, filho da lenda e ícone da música reggae Bob Marley. Com 43 anos o cantor iniciou a sua carreira em 1989, oito anos depois da morte de seu pai.

Em 2018 Ky-Mani Marley esteve em Cabo Verde no âmbito da parceria entre o Ministério da Cultura e o Bureau Export Music, que visa a promoção turística e cultural de Cabo Verde e do seu património material e imaterial, através da produção de conteúdos audiovisuais.

O músico gravou um videoclipe em três pontos de interesse cultural e turístico do país, nomeadamente Ribeira Grande de Santiago, Santa Cruz e Tarrafal, e “assumiu o compromisso e a responsabilidade” de representar Cabo Verde lá fora.

LUDMILLA

Ela ficou famosa pela sua voz estridente e marcante, além das letras falando de mulheres invejosas e exaltando sua personalidade. A carreira teve início com os vídeos no Youtube postados pela jovem aspirante a cantora.

A cantora que investiu no Funk Mellody teve seu grande sucesso em 2012 quando a música “Fala Mal de Mim”. A música teve mais de 15 milhões de visualizações no Youtube.

A música entrou para as paradas de sucesso e projectou rapidamente a cantora que passou a fazer participações em programas de televisão.

A jovem brasileira entre os muitos sucessos é hoje uma das principais representantes do funk carioca no Brasil.

TABANKA DJAZ

Os TABANKA DJAZ, oriundos da Guiné-Bissau, formaram-se em 1988 e em menos de um ano a sua visibilidade nacional e internacional foi tal, que após uma tour nos EUA resolvem gravar o seu primeiro álbum a que deram o nome de “Tabanka”, editado em Janeiro de 1990. O segundo, “Indimigo”, foi lançado em 1993. Em 1996 é lançado “Sperança” que atinge o disco de platina e em 1997 são nomeados para os prémios de música Ngwomo Africa o equivalente aos Grammys no Continente Africano.

Tabanka Djaz é uma das bandas mais influentes da África lusófona, contando já com três décadas de existência. Ao longo dos anos, foram construindo a sua sonoridade, conquistando o seu lugar de honra entre os melhores intérpretes da música africana.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.