Pibip: “Qualquer jogador poderá ser decisivo nesta eliminatória”

2/08/2019 00:21 - Modificado em 2/08/2019 00:21
| Comentários fechados em Pibip: “Qualquer jogador poderá ser decisivo nesta eliminatória”

O avançado da seleção nacional de residentes, Pibip, após falhar a partida em casa com a Mauritânia, relativo à primeira mão do apuramento para a CHAN 2020, integra o lote de 20 jogadores escolhidos por Janito Carvalho para o jogo da segunda mão.

O jogador mostra-se confiante num bom resultado no jogo de sábado, 03, no Estádio Olímpico de Nouakchott, vincando que está preparado para dar o seu contributo, caso o treinador assim entenda.

A seleção de residentes encontra-se no Senegal e ruma à Mauritânia, nesta sexta-feira, 02, de Agosto, onde no sábado, procura o passaporte para o Campeonato Africano de Jogadores Residentes a ser realizado na Etiópia em 2020.

Para esta segunda partida Janito Carvalho chamou 20 jogadores, onde figura o nome de Pibip, avançado do Mindelense que tinha ficado de fora dos convocados no jogo da primeira mão.

Ao NN, o avançado explica que tem vindo a trabalhar com o mesmo “foco e determinação”, depois de ter falhado o primeiro jogo, até porque sabe da qualidade que existe nesta equipa. “No lote dos melhores que jogam em Cabo Verde, alguém sempre vai ficar de fora. Estou cá e quando o mister achar que posso dar meu contributo à equipa, estarei preparado” assegura o atleta.

Confrontado se acredita que poderá ser a peça-chave para desmontar a defensiva mauritaniana, no jogo de sábado, o jogador não tem dúvidas em responder que todos os jogadores chamados têm potencial para resolver esta eliminatória a favor dos Tubarões Azuis. “Todos são importantes. Pela qualidade do grupo, onde estão jogadores de um nível elevado do nosso futebol, qualquer jogador poderá ser decisivo nesta eliminatória” ressalva Pibip, referindo que todos os jogadores estão confiantes e motivados para esta partida. 

“Não posso dizer que vai ser fácil, mas as coisas ficaram um pouco mais fácil, tendo em conta que na primeira mão não tínhamos quaisquer informação ou conhecimento da Mauritânia, algo que agora possuímos. Já temos uma ideia de como abordar o jogo, por isso penso que se jogarmos um pouco mais rápido na circulação da bola, seremos capazes de marcar, porque temos uma frente de ataque com bons jogadores” afirma.

No entanto diz que, a seleção na está somente bem servida no sector atacante, como também na baliza, defesa e meio campo.

 “Peço a todos os cabo-verdianos que nos apoiem, independentemente do clube que representamos. Sou jogador do Mindelense, como o Papalele e o Duck, mas neste momento todos estamos a representar o nosso país” finaliza.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.