Foi dormir e nunca mais acordou. Mãe achava que bebé tinha uma virose

29/07/2019 00:50 - Modificado em 29/07/2019 00:50

Poppy Neighbour tinha 21 meses quando morreu, durante o sono.

Poppy Neighbour, uma menina de 21 meses, morreu durante o sono. A menina foi dormir com o que a mãe achava ser uma virose e nunca mais acordou.

A bebé morreu na sequência de uma peliose hepática, uma doença assintomática que se caracteriza pela presença de múltiplas formações císticas no fígado. “Ela não estava doente, era apenas uma bebé”, revelou a mãe, Rachel Neighbour, devastada, ao PlymouthLive.

Explicou a progenitora ao meio de comunicação que a menina foi para a cama “normalmente e teve uma pequena dor de barriga, mas foi só isso. Ela deu-me um grande abraço e acabou por morrer durante o sono”.

De acordo com Rachel, depois de realizada a autópsia, os médicos ficaram “muito confusos, já que esta característica só costuma ser encontrada em pessoas que fizeram transplante de fígado”.

Poppy Neighbour era uma das “cinco crianças no mundo que sofriam desta patologia”, sendo que “duas delas estão em lista de espera para a realização de um transplante”. Mas Poppy nunca tinha manifestado problemas no fígado, por isso “não encontrámos explicação. Ela não teve febre, nada que indicasse que algo estava errado. Estou aliviada por pelo menos estar a dormir quando morreu”, afirmou.

A menina morreu em fevereiro deste ano e a história chega agora a público depois de a família ter decidido homenageá-la. A Grande Parada de Elmer, em Plymouth, Inglaterra, é uma iniciativa de acordo com a qual, durante 10 semanas, é exibido um desfile de 40 elefantes fabulosamente coloridos. Elmer, refira-se, é um elefante da Disney adorado pelos mais pequenos. Um destes elefante foi idealizado em homenagem à pequena Poppy. A escultura ostenta uma pele rosada, cobertas de flores e de cores.

Por Notícias ao Minuto

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.