Descoberta vala comum com corpos de 70 mulheres e crianças curdas

24/07/2019 00:45 - Modificado em 24/07/2019 00:45
| Comentários fechados em Descoberta vala comum com corpos de 70 mulheres e crianças curdas

Uma vala comum com os corpos de cerca de 70 mulheres e crianças curdas, mortas durante o regime de Saddam Hussein, foi descoberta e aberta em Al Samawa, no sul do Iraque, revelou a fundação Al Shuhadaa.

Esta fundação, que tem trabalhado em nome das vítimas do regime do ex-Presidente iraquiano e está acreditada junto das autoridades, explicou em comunicado que na vala comum foram encontrados os corpos de 70 pessoas, mas poderá haver mais porque as vítimas foram atiradas de forma aleatória.

Segundo um dos responsáveis da fundação, Diaa al Saadi, esta é uma das valas comuns existentes na região que congrega as localidades de Al Samawa, Al Nayaf e Al Diwaniya, todas elas da comunidade curda, perseguida pelo regime ditatorial de Saddam Hussein.

As escavações permitem perceber que a morte daquelas crianças e mulheres curdas ocorreu no inverno de 1988 e que as vítimas foram arrastadas para a vala comum depois de terem sido alvejadas, refere a agência Efe.

Foram descobertos sapatos de criança e cadáveres com os olhos vendados e feridas de bala. Há ainda registo de crianças abraçadas a adultos, especificou a fundação.

Saddam Hussein liderou o Iraque entre os anos 1970 e 2003, ano em que foi capturado por uma força militar conjunta liderada pelos Estados Unidos e morreu, executado por enforcamento, em 2006.

Por Lusa

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.