Venezuela e EUA trocam acusações sobre incidentes em espaço aéreo

21/07/2019 23:09 - Modificado em 21/07/2019 23:09

A Venezuela acusou hoje os Estados Unidos de terem violado o espaço aéreo venezuelano com um avião militar, enquanto Washington acusa uma aeronave das Forças Armadas Venezuelanas de se aproximar demasiado quando realizava uma missão em águas internacionais.

“O Sistema de Defesa Aeroespacial do Comando de Defesa Aeroespacial detetou e intercetou uma aeronave dos EUA, EP-3E, de espionagem e exploração radioeletrónica na nossa região de informação de voo Maiquetía, violando os tratados aéreos internacionais”, anunciou o ministro venezuelano da Defesa na sua conta do Twitter.

A ocorrência, segundo o ministro Vladimir Padrino López, ocorreu na última sexta-feira e constitui uma “franca provocação à República Bolivariana da Venezuela”.

Por outro lado, o Comando Sul dos Estados Unidos anunciou hoje, que, nesse mesmo dia, um avião venezuelano de fabrico russo “aproximou-se perigosamente” de uma aeronave militar norte-americana que realiza tarefas autorizadas de observação em águas internacionais.

“Um avião Sukhoi-30 da Venezuela aproximou-se perigosamente de um EP-3 dos EUA, a uma distância considerada insegura, no dia 18 de julho, pondo em risco a tripulação e o avião”, explica o Comando Sul na sua conta do Twitter.

Segundo os EUA, o avião norte-americano “realizava uma operação [de observação] sobre águas internacionais do Mar das Caraíbas, reconhecida e aprovada por vários países”.

“O regime de [Nicolás] Maduro continua violando as leis internacionalmente reconhecidas e demonstra o desprezo pelos acordos internacionais que autorizam os EUA e outros países a realizarem voos de maneira segura no espaço aéreo internacional”, explica o Comando Sul.

Para os EUA, a situação “demonstra o irresponsável apoio militar da Rússia ao regime ilegítimo de Maduro”.

Tanto a Venezuela como os EUA divulgaram um vídeo cada um, com a sua versão do sucedido.

As aeronaves não colidiram nem há informação sobre eventuais feridos.

Por Lusa

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.