Preço da oferta turística diminuiu em Cabo Verde, com São Vicente a contribuir positivamente

18/07/2019 14:55 - Modificado em 18/07/2019 14:55

Os preços da oferta turística diminuíram em termos homólogos -5,2% no segundo trimestre de 2019, resultado superior em 0,6 pontos percentuais (p.p.) face ao valor registado no trimestre anterior.

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) sobre o Índice de Preços do Turismo (IPT), a variação trimestral observada foi de -6,6%, inferior em -8,0 p.p. e de sentido contrário ao valor registado no trimestre anterior (1,4%), reflexo do padrão de sazonalidade deste indicador.

A nível das ilhas, Santo Antão, Sal, Boa Vista e Santiago apresentam variações trimestrais de sinal negativo (respectivamente -0,9%, -6,1%, -7,9% e -0,6%), que de acordo com a mesma fonte determinaram fortemente o movimento no IPT Nacional.

A actividade turística nestas ilhas corresponde a cerca de 97,8% das actividades a nível nacional.

De acordo com os dados do INE, as ilhas de Santo Antão e Santiago registaram um comportamento de quebra no nível dos preços face ao trimestre anterior com contribuições para a taxa de variação homóloga trimestral do IPT marginalmente negativas.

As ilhas da Boa Vista e do Sal apresentaram marcadas contribuições negativas para variação homóloga trimestral do IPT total.

A ilha de São Vicente correspondeu a uma contribuição marginalmente positiva para o IPT total de 0,002 p.p., que não atenuou significativamente as contribuições negativas das restantes ilhas.

A nível de variação trimestral, indicou, todas as ilhas determinaram pelas suas contribuições o andamento do IPT Total com valores mais marcados para a Boa Vista e Sal.

Em relação ao mesmo período de 2018, esta variação igualmente negativa tinha sido menos intensa, situando-se 0,8 p.p. abaixo da actual.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.