Praia de Tupim recebe Festival de surf Blue Wax Fest

17/07/2019 23:28 - Modificado em 17/07/2019 23:28

Depois do enorme sucesso que foi o Festival de Surf Blue Wax Fest no ano passado na praia de Tupim, o evento que se realiza pela segunda, tem lugar este fim-de-semana, 20 e 21 de Julho, e inclui outras vertentes para além de competições de surf. Artes plásticas, música ao vivo onde todos estão convidados a participar, aulas para crianças e troca de experiências com convidados com atividades ligadas ao mar.

Para o mentor do projeto a edição passada foi a edição zero para que pudessem ganhar experiência, para que este ano a 1ª corra ainda melhor.

Segundo Bob Lima, no local haverá actividades de passagem de conhecimento do manual de sobrevivência que inclui, natação, primeiros socorros e salvamento aquático para crianças e adultos e também a competição de surf e música. “As mesmas actividades. Mas com uma melhoria ”.

“É também uma forma de encarar o mar de forma mais seria. Fazemos com que as pessoas começem a perder o medo do mar e, quando vêm a um evento do tipo, conseguem ter algum conhecimento de como estar no mar e também preparar para, o que gosto de chamar da vertente profissionalizante com pessoas que tem um trabalho sério no mar”, elucidou este responsável.

As inscrições estão abertas, com um número limitado de 30 participantes para a competição. No entanto explica que devido a problemas de deslocação muitas atletas de outras ilhas não conseguem participar.

“Mas temos alguns atletas de outras ilhas, que vieram surfar e dar o seu contributo. Como o Kabongo que venceu a edição do ano passado, Kukuca atleta feminina, Wesley Brito da Boavista e um atleta do Sal. “São pessoas que temos maior prazer em receber aqui, para podermos “sugar” a sua experiência no mar”.

Este apela a população e amantes do mar a participar no evento, que trará diversas vertentes, com foco também na parte ambiental, que está a cargo da Biosfera.

E contam com o apoio do Ministério da Economia Marítima, Associação Amigos da Natureza, entre outras que contribuem para a realização do evento.

Sobre a possibilidade de fazer este festival noutras ilhas. “A ideia não é deixar tudo centralizado em São Vicente”, explica e dá o exemplo da revista que conta com colaborações de quase todas as ilhas.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.