O objectivo do novo hospital da Praia é o da redução das evacuações para o mínimo necessário.

17/07/2019 00:13 - Modificado em 17/07/2019 00:13
| Comentários fechados em O objectivo do novo hospital da Praia é o da redução das evacuações para o mínimo necessário.
Júlio Barros Andrade |Foto: Inforpress

Para o  presidente do conselho de administração do Hospital Agostinho Neto (HAN), Júlio Barros Andrade o novo hospital da Praia é um complemento aos hospitais de Cabo Verde e que não vai substituir o HAN.

“Será um hospital de 200 camas e nós estamos a falar de HAN que tem 400 camas. Portanto vai ter algumas valências principalmente nas áreas que nós estamos a evacuar para o exterior. Vão ser áreas mais diferencias. Portanto não é um hospital generalista e não vai substituir o HAN”, disse.

O objectivo desse hospital de referência é, sobretudo, o da redução das evacuações para o mínimo necessário.

“Neste momento estamos a evacuar quase 700 doentes ao ano, o que é insuportável do ponto de vista financeiro e do ponto de vista do funcionamento do serviço nacional de saúde e mesmo da parte de Portugal que não tem capacidade para dar essa resposta e, portanto, temos de investir em cuidados diferenciados”, sustentou.

No dia 03 de Julho, na ilha do Sal, o Governo de Cabo Verde assinou com o representante da Santa Casa da Misericórdia do Porto (Portugal), o memorando de entendimento para a construção de um hospital de referência para Cabo Verde, num montante de 50 milhões de euros.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.