Gémeas unidas pelo crânio separadas após 50 horas de cirurgias

16/07/2019 00:59 - Modificado em 16/07/2019 00:59
| Comentários fechados em Gémeas unidas pelo crânio separadas após 50 horas de cirurgias

As operações a Safa e Marwa Ullah, do Paquistão, ocorreram em outubro do ano passado e fevereiro deste ano.

Duas gémeas de dois anos que estavam unidas pelo cérebro e pelos vasos sanguíneos foram separadas com sucesso depois de terem sido submetidas a três grandes operações num hospital de Londres. As cirurgias a Safa e Marwa Ullah, do Paquistão, foram descritas como tendo sido uma “viagem longa e complexa”.

Ocorreram ainda pequenos procedimentos e os especialistas levaram a cabo mais de 50 horas de operações que envolveram 100 funcionários.

As gémeas siamesas, cujo pai morreu, receberam alta a 1 de julho e estão agora a receber fisioterapia diária como parte da sua reabilitação.

A mãe, Zainab Bibi, de 34 anos, garantiu que a família “está em dívida para com o hospital e os funcionários”, conta a Sky News. “Gostávamos de lhes agradecer por tudo o que têm feito. Estamos extremamente entusiasmados pelo futuro”, acrescentou.

Os gémeos siameses são raros, afetam apenas 1 em cada 2,5 milhões de nascimentos.

As meninas, que nasceram por cesariana, foram submetidas à primeira cirurgia em outubro do ano passado quando tinham 19 meses e foram finalmente separadas em fevereiro deste ano.

Os médicos usaram realidade virtual para criarem uma réplica exata da anatomia das crianças de forma a visualizarem a complexa estrutura do seu crânio, bem como é que o seu cérebro e vasos sanguíneos estavam posicionados. Com recurso a impressão 3D criaram modelos em plástico das estruturas que usaram para praticar.

Na primeira operação separaram os vasos sanguíneos e inseriram um pedaço de plástico nas suas cabeças para que os cérebros e vasos não se voltassem a unir. Na operação final construíram novos crânios com recurso ao seu próprio osso.

O mesmo hospital – Great Ormond Street – já tinha conseguido com sucesso separar gémeos siameses idênticos em 2006 e 2011.

Por Notícias ao Minuto

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.