CV Airlines vai adquirir dois ATRs para ligar SV/Sal/ e Praia/Sal e um Boeing 737

15/07/2019 00:42 - Modificado em 15/07/2019 00:42

Este online sabe que a Cabo Verde Airlines está prestes a concluir uma operação onde vai adquirir em regime de leasinglocação financeira ou arrendamento mercantil dois aviões ATR. Estas duas aeronaves tem como destino fazer a ligação de São Vicente e Praia ao Hub do Sal. Ainda está previsto adquirir um Boeing 737, um avião com custos de operação mais baixos,  para ligar São Vicente e Praia ao hub de Lisboa.

O NN não consegui a confirmação oficial junto da Cabo Verde Airlines, porque ninguém quer falar do assunto e não conseguimos ter acesso à direcção. Mas sabe que o negócio dos dois ATRs só não avançou ainda “porque existe uma norma que impede que uma companhia área adquira em regime de leasing um avião que não tem na sua frota “E como se sabe a CVAirlines não tem esse avião na sua frota. O NN sabe que esse aspecto já foi resolvido ou que existe um entendimento favoravelmente ás pretensões da CVAirlines”. Resolvida esta questão, a companhia que substitui a TACV vai avançar  com o leasing de dois ATRs. Um para fazer São Vicente / Sal com passageiros para os voos internacionais da CV Airlines. E outra para a cidade da Praia.

Embora sem confirmação oficial o assunto da ligação ao HUB do Sal sempre foi a preocupação da administração da CVAirlines, pois a companhia que opera no mercado interno até agora não consegui fazer essa ligação de modo que os passageiros tenham um tempo aceitável na escala no Sal  e muito menos nas tarifas

CEO da Cabo Verde Airlines, Jeans Bjarnason, no acto da assinatura de uma linha de crédito de 24 milhões de dólares, quando questionado sobre as ligações domésticas disse “Nós esperávamos que alguém o fizesse, mas até esse ponto esses serviços não estão lá. Estamos a procurar outras opções e nós preferimos rotas internacionais”.

Boeing 737 para ligar Lisboa a Mindelo e Praia

O que é mais evidente é a aquisição de um 737 da Boeing, um avião com custos de operação mais baixos, considerado ideal para fazer a ligação Lisboa / São Vicente /Lisboa e a ligação Praia/ Lisboa/ Praia. O NN sabe que os pilotos da CVAirlines já fizeram os testes necessários e antes do fim de ano deve estar a operar.

Se assim for no mercado interno a BINTER vai “ gemer” com a concorrência nas linhas mais lucrativas do país. Correndo o risco de ficar “apenas com os poucos passageiros que partem de São Vicente para ficar no Sal e não para viajar para o exterior”

Quanto à TAP a esperança é que com uma concorrência “em serviços mínimos e que aponta para os tais 13 % dos nacionais que viajam para Cabo Verde a partir de Lisboa “ possa sentir essa concorrência com reflexo na redução das tarifas”.

  1. jose Brito

    penso que isto é absolutamente necessario para o bom funcionamento da companhia e do HUB do sal. devera ficar resolvido tambem o problema de s.nicolau sal.
    Boa ideia ajudará grancdemente na regulação do mercado de transportes aéreos.

  2. Cigarra SV

    Sou de SV, mas espero que SN entre nessa rota, SV,SN,SL – SL,SN,SV ou algo parecido conforme as regras de avião permitir.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.