Sétima edição do Kavala Fresk Feastival, um evento que faz com que cada um sinta que é uma peça fundamental do seu sucesso

13/07/2019 20:32 - Modificado em 13/07/2019 20:32
| Comentários fechados em Sétima edição do Kavala Fresk Feastival, um evento que faz com que cada um sinta que é uma peça fundamental do seu sucesso

Neste sábado todos os caminhos foram dar à Av. Marginal onde decorre mais uma edição do Kavala Fresk Feastival . A abertura, este sábado, da 7ª edição, contou com a presença da recém-criada Associação de Peixarias do Mindelo, diversas instituições, pessoas singulares e também do Clube Sportivo Mindelense, homenageado pela organização, em ano de centenário e também pela reconquista do título de campeão nacional.

Segundo Josina Freitas, a expectativa é todos os anos, a abertura seja assim e que nas próximas edições a população tenha mais expressão no desfile de abertura que percorre, toda a Praia de Bote e a Avenida Marginal.

Sobre esta edição, a espectativa é que tudo corra bem e que os “participantes estejam satisfeitos por ter vindo para o Kavala Fresk e que encontram o que estavam à espera e que seja um dia de paz alegria, o que Feastival pode oferecer”, sublinha Josina Freitas.

Decorre este sábado a sétima edição do Kavala Fresk Feastival na ilha de São Vicente para impulsionar a economia da ilha, mas também lembrar a importância da preservação ambiental. E que segundo Freitas, a Mariventos apenas organiza todo o ambiente propício para o espaço gastronómico, onde se pode tirar melhor proveito.

Em relação ao número de restaurantes participantes, houve um maior número de presenças. “Muitas pessoas novas, sendo um deles, um restaurante da diáspora. Muito bom saber que temos jovens empreendedores a apostar no festival e os antigos a reforçar a sua presença”, destaca.

Este ano a principal novidade é o “Kavala Challenge”, segundo Josina Freitas, a ideia é sensibilizar a população para dar nova vida aos chamados materiais transformáveis. “Somos parceiros do Ministério da Economia Marítima, e trouxemos da praia da Laginha, o projecto que estreia este ano no local, para que as pessoas possam depositar as embalagens de plástico para posterior reciclagem. Contamos ainda com uma máquina trituradora de vidro, da autoria de Ti Nene, para recolha e tritura de embalagens de vidro e posterior reutilização.”, explica.

Este é um festival, que segundo a organização, em que cada um sente que é uma peça fundamental.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.