Suor e lágrimas na final mas a Copa América é do Brasil

7/07/2019 23:35 - Modificado em 7/07/2019 23:35

Canarinhos conquistam o troféu pela nova vez na sua história.

Brasil conquista a sua nona Copa América

Uma vitória suada, mas muito festejada. Com o apoio do público do Maracanã, o Brasil sagrou-se o grande vencedor da Copa América após bater o Peru na final, por 3-1.

A equipa da casa, orientada por Tite, entrou melhor e aos 15 minutos já vencia por 1-0. Gabriel Jesus bailou e tirou um cruzamento milimétrico para Everton fazer o golo.

O Peru tentou responder e conseguiu reduzir a desvantagem ainda na primeira parte. Thiago Silva cometeu falta na grande área brasileira e Guerrero fez o 1-1 através de grande penalidade. Porém, a festa peruana durou apenas três minutos.

Em cima do apito para o intervalo, Gabriel Jesus, que já tinha estado no lance do primeiro golo, colocou novamente o Brasil em vantagem.

A segunda parte foi aberta e a seleção canarinha até podia ter colocado um ponto final na partida. Contudo, o destino quis que o Brasil sofresse para conquistar a nona Copa América da sua história. Aos 70 minutos, Gabriel Jesus – que estava a ser o protagonista do encontro – foi expulso por acumulação de amarelos e saiu de campo muito revoltado e em lágrimas.

O Brasil sentiu o peso de jogar com 10 e retraiu-se. Tite lançou Éder Militão para o lugar de Coutinho e a ordem era defender até final. Contudo, o público do Maracanã – que esteve apreensivo até aos últimos minutos – explodiu de alegria mal ouviu o apito do árbitro para a marcação de uma grande penalidade aos 88 minutos, por falta sobre Everton. 

Richarlison foi chamado à marca dos 11 metros e deixou claro que o troféu ficaria em casa ao fazer o 3-1 final. O Brasil já não sabia o que era vencer a Copa América desde 2007.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.