Sanvicentinos confiantes numa boa prestação da seleção na Taça Independência 2019

4/07/2019 23:21 - Modificado em 4/07/2019 23:21
| Comentários fechados em Sanvicentinos confiantes numa boa prestação da seleção na Taça Independência 2019

A seleção de São Vicente, prepara-se para entrar em cena no Inter-Ilhas 2019, denominada Taça Independência, que se realiza em São Nicolau de 05 a 16 de Julho, com a missão de defender o título conquistado em 2015, frente à Boa Vista, precisamente o primeiro adversário da seleção nesta prova.

Já em São Nicolau, após uma viagem toda ela feita de barco, os pupilos de Piki preparam-se para defender as cores da ilha detentora do maior palmarés da competição: cinco títulos em onze edições da prova. Os adeptos, estes, depositam muita fé nos seus guerreiros e dizem-se confiantes numa boa prestação, apesar de algumas reticências sobre as opções de Piki.

Esta é de resto a convicção de Leonardo Conceição, que diz não te dúvidas de que a seleção irá dignificar a ilha que representa, da melhor forma possível. “Estou a 100% com a nossa seleção, pois se foram designados para nos representar é porque são aqueles que o nosso treinador conta para isso e tem a plena noção das suas opções. De certeza que ele não chamou jogadores só por chamar. Houve certamente um plano detalhado para a convocatória final” sustenta este mindelense, que quer ver a taça de campeão de novo em São Vicente.

Por sua vez, Cláudio Pires, não tem dúvidas da qualidade dos convocados que estão ao dispor de Piki, sendo ele um seguidor nato do futebol sanvincentino e não só. Este acredita numa boa prestação, que é certamente a conquista do segundo torneio de forma consecutiva. “Assumo que no início não estive de acordo com algumas escolhas do nosso treinador, mas depois entendi a sua visão e a sua estratégia. Numa entrevista concedida precisamente ao vosso jornal, ele explicou e bem as suas opções, por isso, estou com ele e com toda a equipa, porque juntos somos mais fortes” indaga este mindelense confiante na conquista da sexta Taça Independência para a ilha.

“Como adepto do Mindelense fiquei estupefacto quando vi a lista de convocados, porque estava à espera, pelo menos, da chamada do Yuran (lateral direito) e Piduca (guarda-redes), mas tal não se verificou. São situações que nos deixam indignados, mas opções são opções e como adepto agora resta-me apoiar a nossa seleção, pois todos os que fazem parte dela são dignos de nos representar” assegura Renato da Luz, que diz também confiante numa boa campanha do combinado de São Vicente em São Nicolau. 

São Vicente integra o grupo B, juntamente com as seleções da Boa Vista (dia 06-14:30 Estádio Orlando Rodrigues), Santiago (dia 09-16:30 Estádio Di Deus), Maio (dia 10-16:30-Estádio Orlando Rodrigues) e Diáspora-EUA (dia 12-16:30 Estádio Di Deus).

O grupo A é composto pelas seleções de São Nicolau, Fogo, Brava, Santo Antão e Sal.

A seleção sanvicentina, agora comandada por “Piki”, parte na linha de frente com cinco conquistas (1985, 1986, 1992, 2007 e 2015). Por sua vez, a seleção de Santiago surge logo a seguir com quatro conquistas (1989, 1999, 2009 e 2010). Sal em (1997) e Fogo (2013) são as outras seleções que já levantaram o troféu.A última edição do Torneio Inter-Ilhas aconteceu em 2015, na Ilha do Sal, com a seleção de São Vicente a sagrar-se campeã depois de vencer a equipa da Boa Vista no jogo da final, por 0-1.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.