Fábrica de azulejos do Paul já reciclou 20 toneladas de plástico em dois anos

1/07/2019 13:50 - Modificado em 1/07/2019 13:50

A fábrica de azulejos, situada em Penedo de Janela no Paul, completou dois anos da sua fundação, sendo que diariamente livra o ambiente de 25 quilos destas embalagens e, tendo já reciclado 20 toneladas de plástico.

Iniciativa da Fundação dos Amigos do Paul na Holanda, presidida por Maria Teresa Segredo, uma emigrante cabo-verdiana naquele país europeu, a fábrica de transformação de plástico em azulejos foi instalada em 2017 em Penedo de Janela, no concelho do Paul, ilha de Santo Antão.

De acordo com a Agência Lusa, desde 2017 que a zona de Penedo ganhou outra movimentação, com a fábrica que está a dar nova vida aos plásticos, transformando-os em azulejos e ajudando a resolver um dos dramas ambientais no país, que é o uso elevado de garrafas “pet”, que depois de usadas são descartadas em qualquer lugar.

Apesar de instalada há dois anos, só em novembro de 2018 é que a fábrica começou a colocar o material no mercado, segundo o gerente da MT Segredo Azulejos, Hirondino Silva.

Diariamente, avançou à agência Lusa, a empresa retira cerca de 25 quilos de plástico do ambiente e, em dois anos, já reciclou mais de 20 toneladas e produziu mais de dois mil azulejos, que são vendidos no mercado nacional, mas também no estrangeiro.

Até ao momento a fábrica recicla apenas material “pet”, ou seja, garrafas de água e refrigerantes, mas tem uma grande quantidade de ‘bolsas’- sacos de plástico – armazenada para experiências e projetos futuros.A ilha de Santo Antão, em particular, está cada vez mais limpa e livre das garrafas de plástico, que agora também são mais difíceis de encontrar ao abandono. Esta iniciativa já abrange grandes eventos nacionais, em outras ilhas da arquipélago.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.