Sub-15: Golo de Caló dá título ao Batuque FC

1/07/2019 00:12 - Modificado em 1/07/2019 00:12
| Comentários fechados em Sub-15: Golo de Caló dá título ao Batuque FC

O Batuque FC sagrou-se neste fim-de-semana campeão regional de São Vicente em Sub-15, ao vencer na final a Real Sociedade por 1-0, no campo relvado de Salamansa, com o único golo do jogo a ser apontado por Caló.

Numa grande partida de futebol, entre as duas equipas mais regulares da prova, os juvenis do Batuque saíram por cima no marcador, mas a Real deu boa conta de si, durante os 70 minutos regulamentares.

A Real criou o primeiro lance de perigo a passagem dos 8 minutos de jogo, num lance em que o lateral direito do Batuque FC, Carlos Mendes, quase traia o seu guarda-redes Dylan. O Batuque respondeu aos 15 minutos pelo defesa central Edgar Lima, na sequência de um pontapé de canto cabeceou a bola, levando-a a roçar a trave da baliza da Real.

Entretanto, num jogo sem muitas paragens, o Batuque viria a adiantar-se no marcador a cinco minutos do intervalo, num grande lance individual de Yuran Silva, que deixou toda a defensiva da Real para trás, servindo Caló que à saída do guarda-redes Leo, com mestria atirou para o fundo das redes, inaugurando o marcador desta final.

No segundo tempo, os comandados de Lors entraram com tudo a procura do tento da igualdade mas, apesar das grandes oportunidades criadas, o Batuque conservou o resultado tangencial. O primeiro grande lance surgiu do pé esquerdo do melhor marcador da prova, Wesley Delgado, que na marcação de um livre directo, levou a bola à trave da baliza à guarda de Dylan. No entanto o Batuque respondeu, com Giovanni isolado a falhar na cara de Leo.

No último lance da partida o médio da Real, Cristian Jardim, viu o poste devolver-lhe uma bola, na sequência de um livre directo, e que deixou em desânimo os muitos adeptos e dirigentes do clube de Fernando Pó presentes no recinto, que viram o sonho do primeiro título na categoria fugir-lhes, com o soar do último apito do árbitro do encontro. 

No final da partida, Caló herói dos comandados de Skuta, nesta partida, em êxtase pelo golo na partida e pelo primeiro título na carreira, afirmou que sempre trabalhou para vencer um título, mas que coroado com um golo é algo inexplicável. “Senti naquele lance que ia fazer golo, acreditei no meu colega que fez uma grande jogada e aproveitei para dar a melhor sequência. Estou muito feliz” regozijou-se o camisola 6 do Batuque.

Por sua vez, o treinador do Batuque, começou por falar em “reconquista” pois o clube perdeu o título na época passada para a Zona Libertada. “Este ano trabalhamos muito para reconquistar o título, e conseguimos graças a muito trabalho feito. Sobre o jogo, dominamos toda a primeira parte, mas no segundo tempo como é normal a equipa adversária estava em desvantagem, imprimou velocidade e tivemos que recuar no terreno. Ganhamos devido a muita luta e esforço dos nossos jogadores” assegurou Skuta.

O Batuque para além do troféu de campeão levou para casa o prémio de equipa menos batida. Wesley Delgado da Real Sociedade foi o melhor artilheiro da prova com 19 golos. O Estoril levou o troféu Fair-Play.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.