“O Governo não vai impor voos por decreto para São Vicente”

27/06/2019 00:03 - Modificado em 27/06/2019 00:03
Foto: Inforpress

O governo, através do primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, assegurou que não vai impor voos para São Vicente por decreto, até porque “a percentagem de passageiros nacionais transportados na TAP é de 13%”. Uma posição assumida hoje no parlamento, defendendo que a política de transportes do governo atuará onde e quando for necessário.

 “Sobre a ligação para São Vicente, nós sempre fomos muito claros, não vamos repetir os erros que cometeram durante a vossa governação. Não vamos, por decreto, impor à companhia que faça voos para destinos, sejam onde forem. A política de transportes do governo atuará onde e quando for necessário”, afirmou UCS, que respondia aos deputados da oposição, sobre a questão das ligações aéreas para a ilha de São Vicente, sobretudo dos voos internacionais.

De acordo com o PM, a percentagem dos passageiros nacionais que são transportados nos voos da TAP é de 13%, sendo que Lisboa funciona como um hub.

Já na compra de qualquer bilhete de avião de Paris para São Vicente, UCS esclarece que vem já com o bilhete da companhia, assim como qualquer outro ponto da Europa. “A venda de bilhetes funciona na origem, para poder compensar o volume, para ter transportes para São Vicente.

Então é uma questão de tempo para a Cabo Verde Airlines também ganhar esse mercado, porque só com um mercado de 13%, que é o que é transportado de origem para o destino de São Vicente, com nacionais, não viabiliza as operações”, fundamenta.

  1. Atenta

    Então porque é que insistem que o aeroporto de Santo Antão é viável?

  2. Joaquim Santos

    5 de Julho estaremos em massa na manifestacao. nas proximas eleicoes irao levar uma chitada.
    Nao se brinca com o povo de mindelense

  3. Gomes

    Esse argumento é de tamanha demagogia sendo certo que todos os (job for the boys and girls), nomeados pelo Governo são sim pau mandado dos Governantes, e engana-se quem quiser que esses (Amigos, Militantes e Sim Senhores) estão disposto a pederem o tacho, pois, o mau da democracia é que os politicos independentemente de quem estiver a Des/Governar, não querem ser contrariados e sim fazerem aquilo que acharem certo, e depois quando saiam da Situação, fica tudo normal, e é assim as caboverduras desta terra.

  4. Gertrudes

    Esse argumento é de tamanha demagogia sendo certo que todos os (jobs for the boys and girls), nomeados pelo Governo são sim paus mandados dos Governantes, e engana-se quem quiser que esses (Amigos, Militantes e Sim Senhores) estão dispostos a perderem o tacho, pois, o mau da democracia é que os políticos independentemente de quem estiver a Governar este País, não querem ser contrariados e sim fazerem aquilo que acharem certo, e depois quando saiam da Situação, fica tudo normal, e é assim as cabo-verduras desta terra. Caso tivéssemos uma sociedade civil mais esclarecida essa situação não aconteceria, e também a justiça encarregaria de responsabilizar, os que estão na política para o enriquecimento célere.

  5. pedro barbosa

    Confucius: Cada povo tem o Governo que merece. Nao votaram neles? Agora “toma lo que mereces hombre”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.