UCID apela que sejam repostos os voos da CV Airlines para São Vicente e governo diz estar à procura das melhores soluções

26/06/2019 15:30 - Modificado em 26/06/2019 15:31
| Comentários fechados em UCID apela que sejam repostos os voos da CV Airlines para São Vicente e governo diz estar à procura das melhores soluções

O líder do partido da União Cabo-verdiana Independente Democrata (UCID), António Monteiro, apelou ao governo para que sejam repostos os voos da CV Airlines, de e para São Vicente, entendendo que neste momento a ilha está bloqueada no que toca ao sector do turismo.

António Monteiro fez este apelo durante o debate sobre o turismo, que aconteceu na manhã desta quarta-feira, 26, na Assembleia Nacional, reforçando que a existência de dificuldades nas ligações Inter-Ilhas, estão a afetar aqueles que visitam o arquipélago.

Para o líder da UCID, o setor do turismo não está bem, assegurando a existência de “dificuldades terríveis” em fazer chegar os turistas a São Vicente e a outras ilhas do arquipélago.

Monteiro entende que o desenvolvimento do turismo só será possível com a melhoria dos transportes aéreos. A retirada dos voos de e para São Vicente da CV Airlines é, segundo Monteiro, um exemplo disso e desafiou o governo a assumir esta responsabilidade com a reposição dos voos para a ilha.

“O governo pode perfeitamente assumir com a política que tiver em mãos. E fazer tudo para que haja este voo, mesmo que tenha que compensar, já que nós temos que fazer o balanço daquilo que se ganha e se perde” elucida.

O primeiro-ministro, em resposta ao líder da UCID, diz não concordar com esta solução, garantindo que não vai entrar na gestão da empresa cabo-verdiana de transportes aéreos.

“A política do governo deve salvaguardar a rentabilidade, funcionamento e sustentabilidade das empresas. A política do governo faz as correções necessárias, tendo em conta as características do país: arquipélago, fragmentado, baixa população e baixo rendimento” explicou Ulisses Correia e Silva.

Conforme o PM, o governo está à procura das soluções e que está consciente de que vão ser encontradas, vincando que nunca será pela via proposta pela UCID. Para Correia e Silva, a proposta da UCID é de “intervencionismo irracional”, entendendo que, a assim ser, conduzirá a desastres logo na primeira tomada de decisão.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.