Primeira edição dos Cursos de Doutoramento do ISCEE arranca este ano lectivo com objetivo de reforçar as competências técnicas dos profissionais

26/06/2019 00:47 - Modificado em 26/06/2019 00:47
| Comentários fechados em Primeira edição dos Cursos de Doutoramento do ISCEE arranca este ano lectivo com objetivo de reforçar as competências técnicas dos profissionais

Pela primeira vez, em 28 anos, o Instituto Superior das Ciências Económicas e Empresariais – ISCEE lança este ano, a 1ª edição dos Cursos de Doutoramento em Ciências Económicas e Empresariais e Doutoramento em Turismo, nos Polos Universitários de São Vicente e Praia.

Com a duração de três anos, sendo o primeiro ano curricular e os dois seguintes totalmente dedicado à tese, o primeiro Curso de Doutoramento do Instituto  inicia-se em Setembro e é uma parceira com a Universidade do Algarve. Estes surgem na sequência do percurso histórico do ISCEE que no ano de 1991, fez a abertura dos primeiros cursos de Bacharelato no país seguindo-se depois a Licenciatura e o Mestrado.

De acordo com a presidente Interina do ISCEE, Lia Medina, a ideia surgiu em 2017, no âmbito do projeto RAÍZES para desenvolvimento de turismo sustentável na ilha de Santo Antão, financiado pela União Europeia, em que foi introduzido neste projeto a criação do Curso de Doutoramento em Turismo.

“A partir daí, em contacto com o parceiro Universidade do Algarve, com a qual existe um protocolo genérico de cooperação, começamos a desenvolver os contatos e acabamos por aperceber da oportunidade de promover outro doutoramento na área de Ciências Económicas e Empresariais que é a nossa área de especialização”, conta Medina.

E como ambos os cursos existem na Universidade de Algarve, ficou estabelecido disponibilizar os dois em Cabo Verde, para os professores do instituto, pessoas dedicados a área de ensino e sobretudo profissionais da área. “Uma excelente oportunidade de valorizar os quadros dos ISCEE e professores que trabalham na universidade e sobretudo para profissionais da área”, defende.

Esta parceria entre a Universidade do Algarve e os ISCEE estabelece-se no quadro de uma parceria científica, com a vinda de professores a Cabo Verde para ministrar os módulos e seminários e a defesa da tese acontecerá no Algarve.

Isso porque “ainda não temos um corpo docente com doutoramento ou pós doutoramento com competência exigida por lei para constituir a mesa de júri”, explica Lia Medina para quem a vantagem imediata da implementação dos cursos prende-se com a oportunidade de capacitar os próprios colaboradores, professores, sem ter que pedir licença sem vencimento para poderem fazer a sua formação sem sair do país. E para o mercado em geral, a possibilidade para os profissionais das duas áreas poderem dar continuidade aos seus estudos.

O ISCEE assegura ainda que está a tratar de todas as tramitações para a pessoas que frequentarem e concluírem o doutoramento no país, para além do diploma do instituto, possa haver condições para ter um diploma da Universidade do Algarve.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.