Projecto “Ver com Bons Olhos” estima realizar 700 consultas de oftalmologia para crianças em São Vicente

26/06/2019 00:30 - Modificado em 26/06/2019 00:30
| Comentários fechados em Projecto “Ver com Bons Olhos” estima realizar 700 consultas de oftalmologia para crianças em São Vicente

A Fundação Cabo-verdiana de Ação Social e Escolar (FICASE), a empresa CAVIBEL S.A. e a Fundação “Ruta de la Luz”, sediada em Espanha, numa parceria conjunta, estão a realizar na escola básica de Monte Sossego consultas de oftalmologia para alunos de São Vicente, São Nicolau e Santo Antão, provenientes de famílias com mais dificuldades económicas.

A ilha de São Vicente, recebe a quarta edição do Projecto “Ver com Bons Olhos”, da FICASE, que visa, por ano, melhorar a saúde visual de 1000 (mil) alunos do Ensino Básico, tendo em conta que a deficiência visual interfere diretamente no aproveitamento e rendimento escolar de um aluno.

O projeto enquadra-se na responsabilidade social da Cavibel, entidade que financia os óculos para os alunos e a vinda das técnicas espanholas pertencentes a fundação “Ruta de La Luz”.

De acordo com Irma Gomes, assistente de marketing da Cavibel, em conjunto com a Ficase e os hospitais regionais, foi feito uma triagem dos alunos que já dão sinais de ter alguma dificuldade visual. Nisso foi feito uma lista em que se está a basear, para receber os alunos e fazer uma avaliação a fim de doar os óculos.

Conforme a mesma, este ano estão a centrar-se em São Vicente, por forma a acolher crianças de Santo Antão e São Nicolau. Esta estima que até sexta-feira, 28, cerca de 700 crianças sejam atendidas. “A equipa de técnicos que trouxemos veio com o objetivo de avaliar o número máximo de crianças. Quanto mais melhor. A previsão é de setecentas crianças” assegura Irma Gomes.

De frisar que, nos anos anteriores, 3000 mil alunos de seis concelhos do país foram avaliados, tendo sido distribuídos 554 pares de óculos aos beneficiários.

Segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde) e um estudo realizado em 2013 pela FICASE, um número significativo de crianças e adolescentes, em Cabo Verde, sofrem de problemas de visão e estão mais propensas a interromper os estudos, obter menor rendimento escolar e até reprovarem.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.