Suspeita de desviar 35 mil contos do BCA fica com Termo de Identidade e Residência

25/06/2019 00:20 - Modificado em 25/06/2019 00:20
| Comentários fechados em Suspeita de desviar 35 mil contos do BCA fica com Termo de Identidade e Residência

O Tribunal da Comarca da Praia aplicou hoje Termo de Identidade e Residência (TIR) e interdição de saída do país à sub-gerente da agência do Banco Comercial do Atlântico (BCA) no Palmarejo, suspeita de desvio de uma avultada quantia de dinheiro.

A arguida teve ainda de pagar uma caução, cujo valor não foi avançado, bem como a entrega do passaporte, pelo que fica interditada de sair do país assim como da ilha de Santiago.

Segundo uma nota da PJ a suspeita foi detida após uma denúncia formal do BCA e em cumprimento de um mandado do Ministério Público.

É colaboradora do BCA desde de 2006 e suspeita-se que vinha cometendo os crimes  de que é acusada desde 2017.

O Banco Comercial do Atlântico (BCA), em comunicado afirma  que se trata de uma situação de “abuso de confiança”, uma vez que o cargo de subgerente é um posto de confiança e de elevada responsabilidade dentro da organização.

Fez saber ainda que a situação não põe em causa a segurança dos valores de seus clientes colocados à guarda daquela instituição bancária.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.