Desvio no BCA: instituição diz que o ocorrido não coloca em risco a segurança dos valores colocados à sua guarda

24/06/2019 16:26 - Modificado em 24/06/2019 16:26
| Comentários fechados em Desvio no BCA: instituição diz que o ocorrido não coloca em risco a segurança dos valores colocados à sua guarda

Tendo em conta a notícia sobre o desvio de dinheiro estimado em 35 mil contos, dinheiro pertencente a clientes, da agência do BCA no Palmarejo, em que a suspeita é a subgerente, o Banco Comercial do Atlântico (BCA), em comunicado, assegura que o ocorrido foi um caso isolado, tendo em conta que a profissional, colaboradora da instituição bancaria desde de 2006, abusou da confiança nela depositada e que a questão não deve ser generalizada.

A instituição diz que o cargo de Sub-Gerente é um “cargo de confiança e de elevada responsabilidade dentro da organização, daí ter sido um caso claro de abuso de confiança” por parte da referida funcionária em relação ao Banco, não “pondo em causa a segurança dos valores dos nossos clientes colocados à guarda do Banco”.

Portanto, garante que o ocorrido foi um caso isolado, o qual foi objeto de atuação por parte do Banco, através da tomada de medidas imediatas no sentido de minimizar a possibilidade de se repetirem situações análogas de abuso de confiança e através da comunicação às autoridades judiciais competentes, escreve a instituição na sua rede social.

Por isso, querem reiterar a garantia da segurança dos valores colocados à guarda do Banco.

“Sendo os clientes a razão da nossa existência, continuaremos, como sempre, a trabalhar para continuar a merecer e a retribuir a confiança que em nós depositam”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.