Onde está o estado Laico?: Decreto do luto nacional e tolerância de ponto pela morte do Bispo Dom Paulino Évora geram controvérsia

19/06/2019 23:53 - Modificado em 19/06/2019 23:53

Os dois dias de luto nacional, 17 e 18 Junho, decretado pelo Governo de Cabo Verde, pela morte do Bispo Emérito Dom Paulino Évora, o primeiro Bispo de Cabo Verde , têm causado alguma discussão nas redes socias, entre defensores desta resolução e os que se mostram contra esta posição do governo, alegando que ela vai contra a constituição.

O Governo também aprovou, na terça-feira, 18, a resolução que concede “tolerância de ponto aos funcionários públicos e das Autarquias Locais na ilha de Santiago, durante todo o dia 19 de junho de 2019”, a fim de “permitir a participação dos fiéis na cerimónia das exéquias de Sua Excelência Reverendíssima” que foi a enterrar esta quarta-feira.

Sobre esta questão, uns defendem que sendo Cabo Verde um estado Laico não deveria ser privilegiada uma igreja. Outros garantem estar de pleno acordo que seja observado o luto nacional pelo falecimento de uma figura da hierarquia católica.

Num dos comentários, expressando a sua opinião, uma internauta afirma não ter nada contra a figura católica do Bispo Emérito Dom Paulino Évora, mas critica o facto de Cabo Verde ser um país onde a emoção funciona mais que as leis plasmadas na Constituição da República. “Sendo um estado laico não devia ter tolerância de ponto. Podia ser perfeitamente opcional”, refere esta cidadã que sustenta as suas declarações com base na Constituição da República de Cabo Verde, em especial, o n°2 do artigo 2° e mais adiante o n° 3 do art.º 48.

Outras vozes, na sua maioria católicos, levantam-se para criticar este tipo de atitudes, considerando-as levianas e contra a igreja católica. “É incompreensível que certas pessoas tenham surgido contra o luto nacional decretado pelo Governo pela morte do primeiro Bispo cabo-verdiano, que foi uma alta personalidade do país”.

Defendem que a laicidade não é ausência de religião, sendo que a “esmagadora maioria dos cabo-verdianos professam á fé Católica, pelo que se deve respeitar a Memória do Bispo Emérito e nada mais. Não podemos estar a politizar um homem que deu a sua vida em favor da Igreja de Cabo Verde”.

Outros adiantam que Dom Paulino Évora “Foi um cidadão cabo-verdiano, nunca aceitou qualquer homenagem da parte de nenhum político em Cabo Verde, tanto é que não foi condecorado só para não ser conotado com os regimes em vigoraram em Cabo Verde”.

O Estado é laico dizem outros, mas a sociedade é cristã e profundamente católica. “É o percurso deste povo que se cumpre nesse acto do governo, o luto, e que é bem acolhido no seio de uma grande parcela da população deste país”.

Há quem seja da opinião que, aberto este precedente, espera-se o mesmo tratamento, em circunstâncias iguais, venha a ser dado a outras confissões religiosas reconhecidas em Cabo Verde.

Dom Paulino Évora nasceu na Cidade da Praia, Diocese Santiago de Cabo Verde, em 22 de Junho de 1931, foi ordenado Sacerdote em Carcavelos, Portugal, a 16 de Dezembro de 1962 e eleito Bispo de Cabo Verde em 21 de Abril de 1975.

Tomou posse da diocese a 22 de Junho de 1975 e exerceu o ministério em condições humanas e sociais difíceis e culturalmente adversas, especialmente nos anos 70 e 80, tendo sido eleito Bispo Emérito desde Julho de 2009.

Dom Paulino Évora, faleceu na residência das Irmãs Franciscanas na Achada Santo António, Cidade da Praia e completaria, no próximo dia 22 do corrente mês, 88 anos de idade e 44 da tomada de posse da Diocese de Santiago de Cabo Verde em 1975.

  1. diPraia

    Controvérsia? O Estado é laico, mas Cabo Verde está intrinsecamente ligado à Igreja Católica na sua história, que faz parte da essência cultural de um povo. Das dez Ilhas , 5 tem nome de Santos ( São Antão, São Vicente, Santa Luzia, S.Nicolau e Santiago ( S.Tiago Menor)). A Cidade Capital – Praia de Santa Maria é homenagem a Nossa Senhora da Graça e todos os Conselhos são festejados em homenagem a Santos e Santas Padroeiras (Santo Amaro Abate, São Miguel , São Salvador do Mundo….Nossa Senhora da Luz..) e TODAS as freguesias tem nomes de Santos em homenagem. Nem basta ser inteligente para perceber isto! Na próxima semana teremos feriados em Porto Novo e Brava – Festa São João!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.