CNDHC: “Temos idosos que vivem em situações precárias”

19/06/2019 00:12 - Modificado em 19/06/2019 00:12
| Comentários fechados em CNDHC: “Temos idosos que vivem em situações precárias”

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) reuniu-se um conjunto de informações sobre a situação da terceira idade em Cabo Verde, datado de 2017. Os dados apontam que os idosos representam 5.9 % da população de Cabo Verde e quase metade deles vive na pobreza.

A Comissão Nacional dos Direitos Humanos e Cidadania (CNDHC) mostra-se bastante preocupada com a situação de isolamento em que vivem alguns idosos do país, defendendo, entretanto, que é preciso mais atenção para com os “nossos velhos”.

Nos dias de hoje, devido a vida mais agitada, não tem permitido às famílias cuidarem e estar tão presentes na vida dos seus idosos, assume Zaida Morais Freitas e por isso, defende a necessidade de começar a preparar o país para os idosos que vão ficando isolados.

A mesma sustenta que este fenómeno deve ser combatido, principalmente no tocante a situações de isolamento que merecem uma maior atenção, devido a condição precária em que vivem. “Temos idosos que vivem em situações precárias, sobretudo a nível económico e de saúde”, disse a presidente da instituição a Inforpress, que reconheceu, no entanto que “estar atento não é o suficiente”.

Essas declarações foram feitas à margem da sessão de “Toma Benson” (tomar a bênção) no âmbito da comemoração do Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, que foi assinalado no dia 15 de Junho, com o objetivo de criar uma consciência mundial, social e política da existência da violência contra a pessoa idosa.

Evento organizado pela CNDHC, em parceria com a Câmara Municipal de São Domingos, no âmbito das comemorações do Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, num dos jardins infantis daquele município do sul da ilha de Santiago.

A iniciativa consistiu em convidar um grupo de idosos a ir a um jardim infantil dar a bênção às crianças, como forma de promover o respeito pelos direitos humanos das pessoas idosas em Cabo Verde, recordando uma prática cultural que, cada vez mais, tem sido menos visível.

O Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, a ser observado em 15 de junho de cada ano, foi instituído em 2006 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa.

Objetivo da data, é “criar uma consciência mundial, social e política, da existência da violência contra a pessoa idosa, além de, ao mesmo tempo, disseminar a ideia de não aceitá-la como normal.”

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.