Boavista: Centro de Saúde sem serviços de radiologia

18/06/2019 01:21 - Modificado em 18/06/2019 01:21

O Centro de Saúde da Boa Vista está sem serviços de radiologia há mais de 5 meses e a máquina de bioquímica está avariada há quase dois anos.

Uma situação denunciada na página ‘Boavista no Ar’ e que tem revoltado os munícipes, que se dizem abandonados pelo governo.

De acordo com a publicação, esta é uma situação que tem causado muitos constrangimentos a várias pessoas, que para colmatar a situação são obrigadas a recorrer a clínicas privadas onde os preços praticados são muito mais elevados e nem todos tem possibilidade de pagar para realizar os seus exames, ou então esperar sem expectativa de atendimento próximo.

Os pacientes sentem na pele o problema, como é o caso de Carlos Gomes, que diz que depois de ter caído numas escadas, procurou o centro algumas vezes e até agora não me deram qualquer receita médica. “Eu sinto muitas dores nas costas”, confessa o pintor.

 Estes dizem ainda que “outro cenário que requer a intervenção prende-se com a falta de um espaço para atendimento exclusivo das crianças”.

E pela importância da ilha, com vocação turística, deve-se repensar numa forma de mudar a qualidade de vida da população. “O governo decide se deve melhorar um hospital apenas com base em estatísticas e números. Por exemplo, são necessários pelo menos 20.000 habitantes para expandir o hospital da Boavista, porque a nível económico não é conveniente”, criticam.

De referir que a ilha recebeu há pouco tempo de uma nova ambulância. “Nós temos uma nova ambulância sem ter um hospital adequado, parece loucura. Que venha não só a ambulância, mas também equipamentos para minimizar as necessidades da ilha. O povo reclama de boca fechada”.

Tentamos contacto telefónico com a Delegacia de Saúde da ilha, mas tal não foi possível até a publicação desta matéria. Retornamos na próxima publicação, com a reacção da instituição.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.