Associação das Peixeiras do Mindelo ganha vida para unificação da classe

11/06/2019 00:48 - Modificado em 11/06/2019 00:48

Nasce em São Vicente a Associação das Peixeiras do Mindelo, que segundo a classe será uma ponte entre as trabalhadoras e a Câmara Municipal, para apresentar os seus problemas e pedidos de apoio à edilidade e trabalhar no desenvolvimento de projetos de formação e valorização mas também na união das peixeiras.

Em declarações ao NN, Eloisa Monteiro, uma das mentoras deste projeto, afirma que a criação desta associação é de “extrema importância”, pois as peixeiras da ilha, vão passar a participar em projetos ligadas à classe, o que anteriormente era difícil de acontecer. “Não só a participação em diferentes projetos, mas também o pedido de ajuda para as peixeiras que enfrentam vários problemas neste momento” sustenta.

O conceito de entreajuda é visto por esta peixeira como o ponto de partida para a criação da associação. Entendendo esta que, a partir deste momento, as peixeiras com mais dificuldades vão passar a ter mais auxílios, o que trará uma maior união das peixeiras da ilha, em vez da luta diária que é feita de forma individual.

Para além de questões de foro económicos a associação, que conta neste momento com cerca de 60 peixeiras de diferentes zonas de São Vicente, compromete-se também na realização de campanhas de preservação e divulgação das nossas praias. De acordo com esta peixeira, outros projetos estão em carteira, mas que estes serão socializados a seu tempo.

De acordo com a mesma, o primeiro “grande passo” da associação será a inauguração das instalações da associação, no Quintal Museu do Mar, no dia 22 deste mês, onde espera-se a presença de todas as peixeiras. Esta atividade também servirá para a venda de produtos ligados ao mar, uma forma de angariar fundos para a criação do Boletim Oficial da Associação. Já a participação no Festival da Kavala, a ser realizado no dia 13 de Julho, é vista por Eloisa Monteiro, como o segundo “grande passo” a ser dado pela associação.

“A Associação das Peixeiras do Mindelo está sempre aberta a todas por as peixeiras que quiserem aderir pois é um direito que lhes assiste. Já estávamos à espera disso há muito tempo, mas não estavam conseguindo se organizar para a sua criação. Por isso está sendo muito interessante, porque todas peixeiras que temos abordado, ficaram entusiasmadas em juntar-se a nós. Sabem que isso irá melhorar os aspetos que não vão bem neste momento” aclara. 

Para Eloisa, a associação trará “grandes benefícios”, para as peixeiras da ilha, porque servirá para a união e organização da classe, em prol dos interesses de todas. “Todas estamos desejosas e queremos que a Associação de Peixeiras do Mindelo tenha um futuro risonho, até porque era um desejo antigo de todas as peixeiras”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.