Vereadora do Ambiente assegura que recolha de resíduos sólidos abrange 100% das zonas da ilha

5/06/2019 23:55 - Modificado em 5/06/2019 23:55

No âmbito do Dia Mundial do Ambiente, a vereadora do pelouro do Ambiente assegurou que a ilha está bem provida no que diz respeito a recolha de resíduos sólidos.

É que conforme Carla Monteiro, a edilidade tem trabalhado numa melhor gestão dos resíduos sólidos urbanos que passa pela limpeza pública, recolha, transporte e tratamento na lixeira municipal.

Para isso, elegeu uma mega campanha de limpeza que começou no passado 25 de Maio abrangendo quatro bairros com alguma vulnerabilidade em relação ao descarte do lixo e foram recolhidos mais de 200 metros cúbicos de resíduos.

Sendo as zonas abrangidas, Iraque em Ribeira de Julião, Horta Seca, Chã de Faneco e “Rutxinha”. A mesma campanha terá continuidade nos dias 8 e 9 de Junho, pelo que apela a todas a participarem na limpeza da sua zona e bairro, de forma a termos uma ilha mais limpa e atrativa.

“O Plano de atividades desenvolve varias ações, de forma a ter uma ilha mais limpa, organizada, atrativa e resiliente e que se adapta aos efeitos das mudanças climáticas, traduzindo-se no bem-estar dos munícipes e dos visitantes”.

Destaca ainda, o viveiro de plantas ornamentais para criação de novos espaços verdes na ilha e também na manutenção dos espaços existentes. “Tendo em conta a importância que têm na vida do município que vai além do valor estético. E que se traduz numa melhor qualidade do ar e no conforto térmico”.

Outro projeto abrangido pelo pelouro do Ambiente passa também pela manutenção e ampliação da rede pública de esgotos, aumentando desta forma o número de habitações ligadas à rede, melhorando a qualidade ambiental bem como a qualidade da saúde pública.

Refere ainda que com o apoio do governo, através do Fundo do Ambiente, a Câmara contou com financiamento de vários projetos. Alguns já foram executados, outros estão em curso, para além daqueles bem próximos de serem materializados.

Salienta a aquisição dos dois camiões compactadores para recolha de resíduos sólidos que vêm ajudando na melhoria da qualidade de recolha. “Não deparamos com problemas de recolha devido a transporte porque esses camiões vieram reforçar a frota”.

Referiu-se ainda à manutenção da ETAR, onde o foco principal é a limpeza das lagoas e aumentar o muro de proteção. “Somos um país com fracos recursos hídricos e com este investimento a água pode ser utilizada para agricultura de forma segura”.

“Outro projeto é o de manutenção da rede pública de esgotos que foi construída nos anos oitenta e que já apresenta deterioração nas tubagens. Este projeto visa substituir paulatinamente os tubos, fazer a manutenção das estações elevatórias, entre outros”.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.