Renato Lima libertado sob caução de dois mil contos

5/06/2019 14:54 - Modificado em 5/06/2019 14:54

O ex-presidente do conselho de administração da extinta Agência de Regulação Económica (ARE), Renato Lima, detido na terça-feira pela Polícia Judiciária, sob suspeita de crimes de peculato e infidelidade no exercício das funções que desempenhou naquela agência, depois de presente ao Tribunal da Comarca da Praia, saiu em liberdade com uma caução de dois mil contos.

De realçar que, de acordo com a Polícia Judiciária (PJ), Renato Lima foi detido no cumprimento de um mandado do Ministério Público, acusado de crimes de peculato (utilização indevida de bens públicos em benefício próprio) e de infidelidade (abuso de confiança), que terá cometido entre Fevereiro de 2004 e Dezembro de 2015, período em que esteve à frente da administração da ARE antes de ser nomeado, já com o atual governo, PCA da ASA, de onde também já saiu.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.