São Vicente: População reclama da falta de contentores nas ruas e existência de muitos cães vadios

4/06/2019 02:29 - Modificado em 4/06/2019 02:29

Tem-se notado que em algumas zonas da cidade foram retirados alguns contentores nalguns pontos específicos como é o caso da zona de Fonte Meio em Madeiralzinho, entre outros.

A população dessa zona critica a retirada desses contentores alegando que desta forma o lixo acaba por ser colocado no chão, o que acaba por atrair a presença dos cães vadios que espalham o lixo pelas ruas causando constrangimentos aos moradores, que culpam a CMSV por essa situação.

Segundo Paulo Ascensão, um morador dessa zona, “a falta desses contentores nas ruas, faz com que alguns moradores coloquem os sacos de  lixo no chão até a chegada dos caminhões de recolha de lixo, que muitas vezes não chegam no horário ou por vezes nem aparecem. Esse lixo torna-se num verdadeiro chamariz para os cães vadios à procura de comida. Estes acabam por romper e remexer nos sacos de lixo causando mau cheiro e sujando as ruas. Até ainda não entendi a retirada desses contentores” questiona.

Já Keila Rocha, moradora nessa zona, também diz que o principal culpado de tudo isso são as próprias pessoas que não esperam o horário da recolha do lixo. Mas por outro lado critica a questão dos cães vadios que, na sua opinião, acabam por complicar tudo. “Na minha opinião a CMSV já devia ter feito algo em relação a esses cães vadios que existem nas ruas porque essa situação acontece em todas as zonas”.  

Já dona Maria Lopes defende os cães, alegando que “estes apenas agem pelo instinto de sobrevivência, na procura de comida”. Se tivessem um lugar adequado para ficarem não estariam naquela situação, acrescenta. São essas pessoas que colocam os seus lixos antes do horário de recolha que estão a agir de forma errada. “A melhor forma de agir é esperar o horário certo em que os camiões de recolha de lixo estiverem a passar para então poderem entregar seus lixos”, assim como ela faz em sua casa.

“Mas também a falta de contentores que a CMSV retirou dessa área é que coloca as pessoas a fazerem isso” acrescenta.

A população questiona a Câmara Municipal de São Vicente do porquê da retirada dos contentores de lixo, e se a CMSV não vai fazer nada em relação a esses cães vadios, sendo que é uma situação que não acontece só nessa zona, mas sim em várias zonas da cidade do Mindelo.

O NN procurou a Vereadora da área do Saneamento da CMSV, Carla Monteiro, que , não estava disponível, pelo que o NN tentará ouvir a versão da edilidade sobre o assunto.

  1. Figueiral

    Este problema de cães vadios poderá ter um aspecto económico muito importante se fôr bem estudado e programado.
    Na China desde de 1700 antes de Cristo já se consumia carne de cães e no passado mês de Junho realizou-se neste País o tradicional festival de carne de cães onde a carne de cachorros é considerada uma delicatesse e cada vez mais rara.
    Portanto uma grande oportunidade para os nossos empresários e futuros empreendedoristas para explorarem este comércio bastante rentável pois a carne canina na Ásia esta tornando-se cada vez mais escassa levando muitos habitantes desses países a recorrerem ao contrabando de carne de cachorros. Atendendo as nossas boas relações comerciais com a China e atendendo que a praga dos cães continua e vai continuar a ser um problema quase sem solução em S.Vicente a Câmara deveria abrir uma linha de crédito para os aspirantes empreendedores puderem transformarem este problema numa grande oportunidade comercial de exportação.
    Este é mais um exemplo como um problema pode tornar-se uma oportunidade.

  2. Albertino Brito

    Na nha rua tem esse grande problema de gente k ta ba po lixo horas antes de corre lixo passá e na sexta fera ao lado de nha casa fca k um lixo ate aonte segunda fera. por isso cada um fca k se lixo na se casa até quand es uvi kel corre ta pitá na kel rua.
    nha rua é traz de Costa & Costa. Se corre ka parcê kez gent ka tita ba panha esse lixo k pa po dente de se casa ot x.

  3. Micau

    Desde que a recolha se faça nos dias e horas indicados, os problemas são poucos. Já é hora da câmara modernizar-se colocando contentores selectivos de forma a domesticar esse povo. Colocar sacos de lixo no chão, pendurados nas árvores ou nos postes de luz indica o nível de educação da maior parte da população é muito baixa.
    Quantos aos cães deveria haver um canil municipal. Os cães seriam alimentados através de multas aplicadas às pessoas que possuem cães sem registro. Só pode ter cão quem pode provar que consegue sustentá-lo quer na alimentação quer nos cuidados de saúde. Acontece que as pessoas que não tem onde autosustentar-se tem 2,3, ou mais cães.É o mesmo que familias pobres tem filhos demais e que não podem sustentá-los cabendo a todos de tentar resolver o problema. Por isso o piáis não evolui.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.