Papalele: “Foi uma final de sonho”

1/06/2019 23:00 - Modificado em 1/06/2019 23:00
| Comentários fechados em Papalele: “Foi uma final de sonho”

O jovem prodígio do Mindelense, Papalele, para além de se sagrar pela primeira vez campeão nacional ao serviço dos Leões da Rua de Praia, isto no ano das comemorações do centenário, foi distinguido com o prémio de melhor jogador da prova. Motivos de sobra para o jogador revelar que esta final foi de “sonho”.

Após o apito final do árbitro do encontro, instalou-se a festa no seio da comitiva mindelenses pela conquista de mais um título, precisamente no ano que o clube os celebra cem anos da sua fundação. Papalele foi, nesta partida, o grande herói do Mindelense pois foi o autor de dois dos três golos que carimbaram o título nº22 do historial do clube na prova.

No meio da euforia o jogador, que apontou quatro golos e fez ainda duas assistências ao longo da prova, vincou que a final ganha ao Oásis foi de “sonho”, por ter ajudado o clube a conseguir a conquista num ano tão histórico.

“Esforçei-me durante toda a época. Coloquei na cabeça que tinha que ajudar a minha equipa a ganhar o campeonato, onde tinha a possibilidade também de vencer o prémio de melhor jogador, e acabei por conseguir”.

Sobre o jogo em si, assegurou que apesar da desvantagem no marcador a equipa soube dar a volta à situação e conquistar um título que o clube queria muito conquistar nesta época desportiva.

Sobre o futuro, o jogador diz esperar uma outra oportunidade visto que o teste em França (Lille), não correu bem. “O objectivo é tentar agarrar uma nova oportunidade, quando ela vier a acontecer” concluiu.

Para além do título de melhor jogador (Papalele), o Mindelense viu ainda Rui Alberto Leite ser eleito o melhor treinador da competição.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.