Álcool: Em Cabo Verde consumo de bebidas alcoólicas é cada vez mais precoce

23/05/2019 00:08 - Modificado em 23/05/2019 00:08
| Comentários fechados em Álcool: Em Cabo Verde consumo de bebidas alcoólicas é cada vez mais precoce

De acordo com José Rui Moreira, Delegado de Saúde da ilha do Sal, cerca de 64% dos cabo-verdianos são usuários de álcool. Uns de forma social, outros de forma nociva (de risco), sendo muito ténue a fronteira entre o uso social e o uso de risco.

“Em Cabo Verde, o início de consumo de bebidas alcoólicas é cada vez mais precoce, estando o primeiro consumo situado entre os 7 e os 17 anos de idade. E não existe uma inspeção eficaz da lei do consumo de forma assídua e efetiva”, explica José Rui Moreira.

Por outro lado, a secretária executiva da Comissão de Coordenação do Álcool e outras Drogas (CCAD), Fernanda Marques, durante um encontro de socialização da lei do álcool em Santa Cruz, interior de Santiago, disse que a nova lei é um passo importante no combate ao consumo de forma abusiva do álcool em Cabo Verde.

Para Fernanda Marques, essa lei foi criada para proteger a saúde das pessoas dos malefícios causados pelo uso abusivo do álcool, pelo que “é importante” a colaboração de todos nessa luta para pautar a conduta de acordo com o que ela estabelece, mesmo que esta lei não venha responder a todos os desafios que Cabo Verde enfrenta no tocante ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

A referida lei está enquadrada dentro de várias estratégias que abrangem a comunidade, jardins infantis, escolas, espaços de lazer e outros lugares propensos ao consumo de bebidas alcoólicas que fazem parte dessa estratégia, mas também, o lado do tratamento e reinserção social que considera ser de extrema importância.

‟É bom que cada pessoa tenha consciência que a sua contribuição é fundamental nessa luta, que ninguém deve ficar de fora”.

A iniciativa de socialização da nova lei do álcool já esteve nos municípios de São Miguel, Tarrafal de Santiago, Ribeira Grande de Santiago, Sal, Boa Vista e vai estar, no início do mês de Junho, em São Vicente e Santo Antão.

O principal objetivo destes encontros visa socializar a lei do álcool e contribuir para que as instituições locais e a população em geral colaborem na sua implementação e fiscalização e, simultaneamente, sensibilizar os diferentes atores para a necessidade de uma acção conjunta nesta matéria.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.