Sorriu ao atropelar mortalmente mulher. Agora chora ao ouvir sentença

20/05/2019 01:07 - Modificado em 20/05/2019 01:07

Foto mostra mulher a sorrir depois de ser detida.

Há um ano, Angenette Marie Misset atropelou mortalmente Sandra Clarkson, de 60 anos, enquanto conduzia embriagada, por estrada do estado norte-americano da Flórida. Ao ser detida, sorriu para a fotografia, o que chocou as autoridades e despertou o ódio nas redes sociais.

Um ano depois, a norte-americana, de 45 anos, foi condenada a 11 anos de prisão efetiva. Ao contrário do que tinha feito quando teve o acidente, Angenette chorou.

Aos prantos, em pleno tribunal, a condenada pediu perdão à família de Sandra Clarkson.

“Sinto muito, se pudesse trocar de lugar com a sua mãe, eu trocava num piscar de olhos. Desculpa, de verdade”, disse Angenette em tribunal à filha da mulher que matou, conta o canal de televisão local WESH.

“Perdi a minha mãe por causa do seu egoísmo e da sua decisão de beber e conduzir”, respondeu Keonna Sciacca, filha de Sandra.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.