Frescomar vai reinvestir oito milhões de contos e criar cerca de 250 postos de trabalho

19/05/2019 23:57 - Modificado em 19/05/2019 23:57

A Frescomar empresa que tem uma facturação anual de cerca de 30 milhões de euros, tem em andamento um projecto de reinvestimento de oito milhões de  contos, que irá duplicar a cifra de negócios da empresa. Para além de trazer novo impulso para o sector, este projeto irá criar cerca de 250 novos postos de trabalhos nas ilhas de São Vicente e Sal.

Conforme a Minuta da Convenção aprovada pela Resolução n.º 59/2019 de 09 de Maio, o projecto de reinvestimento apresentado pela Frescomar foi considerado de “grande valia para o sector da indústria pesqueira”.

Este projecto a ser implementado no período 2018-2020, prevê a ampliação da linha de produção de farinha de pescado (investimento de cerca de 400 mil euros) e a instalação de uma nova linha de enlatamento (250 mil euros) que criará 140 postos de trabalhos (dos 250 previstos para a carteira completa de projectos).

Prevê ainda a construção de uma câmara de armazenamento de pescado congelado (investimento de cerca de 2 milhões e 300 mil euros), espaço que se torna necessário para o volume de pescado recebido.

Na mesma linha, e pela “falta de capacidade de congelação que existe em Cabo Verde, a empresa vai aumentar a sua estrutura de congelação (investimento de entre 600 mil a 800 mil euros), apostando em balsas ou contentores de congelação, uma necessidade há muito sentida por via da expansão do terminal de congelamento de São Vicente.

Entre os projectos destaca-se a compra de um barco de apoio, com capacidade de recolha e armazenagem, refrigeração e/ou congelação e transporte até ao porto base/complexo de pesca, com capacidade para 300/400 toneladas. De acordo com a mesma, este barco deverá apoiar o sector pesqueiro nacional e se traduz num investimento de 2 a 3 milhões de euros. Por fim, a finalização da segunda fase do complexo de pesca Salmar, no Sal, onde falta investir cerca de um milhão e 500 mil euros,

Neste projecto de reinvestimento, reiteram-se incentivos aduaneiros e fiscais, para esta sociedade que é responsável por cerca de 80% das exportações nacionais e que neste momento emprega cerca de 1.640 trabalhadores.

  1. Cabo Verde ta na bom camim.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.