Estádio Municipal Adérito Sena: Primeira fase do Contrato Programa para reabilitação orçado em 103 mil contos

8/05/2019 23:51 - Modificado em 8/05/2019 23:51
| Comentários fechados em Estádio Municipal Adérito Sena: Primeira fase do Contrato Programa para reabilitação orçado em 103 mil contos

O Ministério do Desporto, a Câmara Municipal de S. Vicente e a Federação Cabo-verdiana de Futebol assinaram, esta quarta-feira, 08 de maio, um contrato programa que vai permitir a realização de obras de melhoria no Estádio Municipal Adérito Sena, com a primeira fase do projeto orçado em 103 mil contos e com o financiamento dessas três entidades.

O ato da assinatura do Memorando das obras no Estádio Adérito Sena, entre o Ministério do Desporto, a Câmara Municipal e a Federação Cabo-verdiana de Futebol, aconteceu durante visita de cortesia do Ministro de Estado, dos Assuntos Parlamentares, da Presidência do Conselho de Ministros e Ministro do Desporto à ilha de São Vicente.

Fernando Elísio Freire diz que este é um passo importante para cumprir com as promessas feitas a São Vicente, em trazer jogos da seleção para a zona norte do país. Nisso o governante assegurou que todas as ilhas do norte vão ter no futuro obras do tipo para receber a seleção, porque segundo o mesmo a seleção é de todos os cabo-verdianos.

Por sua vez, Paulo Santos, em representação da Federação Cabo-verdiana de Futebol, vincou que a assinatura deste contrato programa representa para a FCF um “orgulho enorme”, pois vai possibilitar que a seleção possa ter mais um palco para disputar os seus jogos internacionais, vendo São Vicente como uma ilha acolhedora para futuros compromissos dos “Tubarões Azuis”.

O presidente da Câmara Municipal de São Vicente, Augusto Neves, regozijou-se com um projeto que diz que vai alavancar a ilha para outros patamares no desporto, visto que São Vicente, passará a ser um ponto de referência internacional, quando receber jogos dos “Tubarões Azuis”.  E terá um estádio com os requisitos para receber outras competições.

Já Anildo Santos, da Direção Geral dos Desportos, salientou os ganhos que esta infraestruturas trará para São Vicente e para a zona norte do país, entendendo que o estádio está situado numa zona estratégica. Garante que a DGD irá continuar o seu trabalho de apoiar programas do tipo.

De frisar que nesta primeira fase, dos 103 mil contos a serem investidos, a FCF entra com 60% do montante, o Governo 25% e a Câmara Municipal de São Vicente 15%. A remodelação do Adérito Sena está inserida no Programa Infraestruturas Modernas e Seguras.

Nesta primeira fase, Adérito Sena vai ser alvo de obras nos balneários, cabines de imprensa, iluminação artificial, bancadas, zona vip, entre outros. De acordo com os mentores do projeto a primeira fase terá uma duração de 9 meses a contar da data de arranque das obras.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.