Líder do PAICV visita São Vicente para ouvir as pessoas

7/05/2019 23:34 - Modificado em 7/05/2019 23:34

A presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, vai estar em São Vicente entre os dias 09 a 12 de Maio, para auscultar as  “forças vivas da ilha”. A líder do maior partido da oposição assegura que nestes três últimos anos São Vicente foi vítima de grandes falhas do governo, a quem acusa de não ter nenhuma ideia para a ilha.

De acordo com a presidente do PAICV o seu partido governou o país durantes 15 anos, e, não tendo vencido as ultimas eleições legislativas, assumiu os resultados e, na oposição, tem desempenhado o seu papel de fiscalização e, de forma construtiva, tem apresentado as suas propostas alternativas à governação do país.

Nesta senda e como fiscalização, a presidente deste partido, através da sua página do Facebook, avançou que os últimos três anos foram marcados, por uma “grande falha” no cumprimento das promessas da atual maioria, com os cabo-verdianos, em geral, e com São Vicente, em particular.

“A taxa de crescimento económico está aquém daquela que foi prometida. Já foram destruídos 15 mil empregos em 2017 e 2018, o financiamento às empresas continua sendo uma miragem e as políticas sociais vão minguando, deixando ao abandono milhares de famílias carenciadas deste país” escreveu Almada.

Para a líder do PAICV, o discurso de que ter um Governo Central da mesma cor política que a Câmara Municipal, para alavancar o desenvolvimento de São Vicente, vai perdendo razão de ser de dia para dia e, à medida que o tempo passa, vai ficando mais evidente que o atual Governo não tem nenhuma ideia nova para São Vicente.

“O país precisa reforçar a descentralização, estimular o municipalismo e promover a boa Governação Local, dotando os municípios de mais meios e recursos e, também, de mais fiscalização para uma boa utilização dos recursos públicos” aclara.

Nesta visita de quatro dias à ilha de Monte Cara, Janira Hopffer Almada afirma que virá com a missão de auscultar as forças vivas de São Vicente, dialogar com os militantes e apresentar a visão do seu partido para os “desafios gigantescos” que se colocam ao país e à ilha.

“Neste momento o atual governo já completou 3 anos de mandato (com quatro Orçamentos de Estado aprovados), sem ter apresentado nenhuma medida inovadora” concluiu a presidente do PAICV.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.