Vice-primeiro-ministro chinês vai aos EUA para 11ª ronda negocial

7/05/2019 13:00 - Modificado em 7/05/2019 13:00
| Comentários fechados em Vice-primeiro-ministro chinês vai aos EUA para 11ª ronda negocial

O vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, partirá para os EUA na quinta-feira, revelou o ministério chinês do Comércio.

Steven Mnuchin, secretário do Tesouro dos EUA, e Liu He, vice-primeiro-ministro da China|  ANDY WONG/EPA

A China confirmou hoje que o seu máximo representante nas negociações para um acordo comercial com os Estados Unidos vai esta semana a Washington, prosseguindo o diálogo, apesar de Donald Trump ter anunciado novas taxas alfandegárias.

A ida de Liu a Washington estava planeada, como parte de nova ronda de negociações, mas havia a hipótese de ser cancelada, após o Presidente norte-americano ter anunciado, no domingo, que os EUA vão aumentar as taxas alfandegárias sobre o equivalente a 200 mil milhões de dólares (178,4 mil milhões de euros) de bens importados da China.

Esta será a “11ª série de consultas sobre questões económicas e comerciais”, informou em um comunicado o ministério do Comércio.

Liu vai reunir com o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, e o representante para o Comércio, Robert Lighthizer, que confirmou hoje o aumento das taxas alfandegárias, de 10% para 25%.

“Ao longo da última semana, vimos uma erosão nos compromissos da China”, disse Lighthizer. “Eu diria mesmo que houve um retroceder”, apontou.

Os governos das duas maiores economias do mundo impuseram já taxas alfandegárias sobre centenas de milhares de milhões de dólares das exportações de cada um.

Em causa está a política de Pequim para o setor tecnológico, que visa transformar as firmas estatais do país em importantes atores globais em setores de alto valor agregado, como inteligência artificial, energia renovável, robótica e carros elétricos.

As negociações decorrem desde que, em dezembro passado, Washington e Pequim acordaram um período de tréguas, que foi entretanto prolongado, visando chegar a um acordo.

O anúncio da ida de Liu He a Washington foi bem recebida na Bolsa de Xangai, que fechou nesta terça-feira em alta 0,69%, após uma queda de 5% na véspera.

Por Plataforma/Lusa

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.