Presidente do Sindprof admite que novo estatuto dos professores trouxe perdas para a classe

7/05/2019 00:23 - Modificado em 7/05/2019 00:23
Foto: Inforpress

A presidente do Sindicato Democrático dos Professores (Sindprof), Lígia Herbert, encontra-se no Mindelo para auscultar a classe e para tomar decisões, considerou que o novo estatuto dos professores trouxe perdas para a classe.

De acordo com a Agência Cabo-verdiana de Notícias, a visita da líder do Sinprof a São Vicente insere-se num périplo que abrangerá todas as ilhas, para recolha de subsídios relativamente ao estatuto aprovado em 2015.

“Acreditamos que com este novo estatuto muitos os direitos dos professores foram violados, então é preciso que se faça alguma coisa para que a classe não perca as regalias que tinha anteriormente” assumiu Herbert.

A mesma fonte, sustenta ainda que existe ainda alguns problemas relacionados com o subsidio pela não redução da carga horária, agora sem tributação e professores sem formação pedagógica, que agora não têm progredido, mesmo depois de cinco anos exercendo.

A líder do sindicato manterá encontros com os professores das diversas escolas, mas também de uma reunião geral, marcada para esta terça-feira, na sede do sindicato no Mindelo. Em cima da mesa vão estar assuntos relacionados com os contratos precários que segundo a mesma precisam ser revistos pelo Ministério de Educação.

“Se estes professores fizeram o teste e tiveram notas positivas, não é justo que suas expectativas fiquem goradas. São essencialmente jovens que estão com um futuro incerto” aponta Herbert, assumindo que estão a trabalhar com as câmaras municipais para a revisão da situação dos monitores de infância igualmente com salários “baixíssimos”.

Nesta visita a ilha de Monte Cara a mesma vai aproveitar para realizar alguns encontros com Universidades, para encetar parcerias quanto a formações dos profissionais e ainda a procura de parcerias para a prestação de serviços de saúde para os associados.

Depois de São Vicente, a líder do Sinprof seguirá viagem para Santo Antão onde permanecerá até a próxima sexta-feira.

  1. Nelson Cardoso

    Tanta incoerência e desconhecimento total do Estatuto da Carreira do Pessoal Docente atual. Os professores têm o Estatuto em mãos. Pena ver gente com responsabilidade e a agir desta forma deliberadamente para confundir e prejudicar a classe docente. comunica coma classe sim, mas com verdade.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.