BAD promete apoio para resiliência a mudanças climáticas em Moçambique

2/05/2019 15:02 - Modificado em 2/05/2019 15:02
O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) vai ajudar Moçambique a encontrar soluções financeiras para tornar o país mais resiliente aos efeitos das mudanças climáticas, anunciou hoje a instituição.

OBAD refere, em comunicado, que o compromisso foi assumido durante uma recente visita a Maputo da diretora do Departamento de Agricultura, Finanças e Desenvolvimento Rural do organismo, Atsuko Toda.

Atsuko Toda disse na ocasião que “o Banco Africano de Desenvolvimento está comprometido em apoiar o país na procura de soluções sustentáveis para as vulnerabilidades climáticas, através de produtos financeiros sustentáveis”.

Nesse sentido, prosseguiu, “serão mobilizados parceiros que possam trabalhar com Moçambique na criação de uma maior resiliência aos efeitos das catástrofes naturais”.

A missão liderada por Atsuko Toda é parte das várias ações desencadeadas pelo BAD no âmbito do apoio ao combate às mudanças climáticas e calamidades naturais.

Na sequência do ciclone Idai, que afetou Moçambique, Zimbábue e Maláui, o BAD anunciou o desembolso de 100 milhões de dólares (89,1 milhões de euros) para a fase de reconstrução e de um milhão de dólares (891 mil euros) para o Instituto Nacional de Gestão de Calamidades Naturais de Moçambique (INGC).

A resposta daquela instituição financeira na sequência do Idai implicou igualmente a reprogramação pontual da assistência financeira, prestação de assistência técnica ao executivo moçambicano e a mobilização de recursos para o país junto de parceiros internacionais.

Por Lusa

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.