MpD não se revê nas declarações do seu deputado Emanuel Barbosa sobre Amílcar Cabral

2/05/2019 00:23 - Modificado em 2/05/2019 00:23
| Comentários fechados em MpD não se revê nas declarações do seu deputado Emanuel Barbosa sobre Amílcar Cabral

O Movimento para a Democracia demarcou-se das declarações do seu deputado Emanuel Barbosa sobre Amílcar Cabral, dizendo que as mesmas “só vinculam” aquele eleito nas listas do MpD.

De acordo com a nota a que a Inforpress teve acesso, o  secretário geral do MpD, Miguel Monteiro, diz que o seu partido respeita a “liberdade de expressão do deputado cuja declaração só vincula a ele”.

“O MpD respeita a figura de Amílcar Cabral e o seu papel de destaque na luta da libertação nacional, faz parte da história do país”.

O deputado Emanuel Barbosa (MpD) numa publicação feita na sua página social Facebook, afirmou  que considerar Amílcar Cabral uma figura do Estado é “um exagero”, além de ser “uma leitura falsificada da História”.

  1. Joana Inês Sá

    Haja liberdade de se expressar e de haver opiniões diferenciadas.
    Cabral é uma figura histórica, mas não é figura de Estado (Cabo Verde) de acordo com a nossa Constituição.
    Não devemos fazer dele (Cabral) um dogma, um intocável. Ele foi humano e não santo, cheio de erros e pecados.
    Haja discernimento!

  2. Lourdes Piloto

    O senhor Emanuel Barbosa deveria abandonar, por iniciativa própria, a cadeira de deputado da Nação que ele ocupa. Ele constitui uma vergonha nacional. Eu, enquanto cidadã deste País, sinto vergonha de ter representantes no Parlamento pessoas como ele. bem se vê que ele está à procura de protagonismo, e mais uma vez pela negativa. É como ele diz, só que não soube explicar. O Amílcar Cabral é uma pessoa que transcende o próprio Estado. Senhor Emanuel, não fosse Amílcar Cabral o senhor nunca teria a oportunidade de sentar num Parlamento e muito menos de dizer o que disse. Mas compreendo a sua ignorância, a limitação da sua capacidade de pensar lhe impede de entender os pensamentos de um homem com a grandeza Amílcar Cabral.
    Senhor Emanuel, seja honesto uma vez na vida e respeita o povo que te elegeu devolvendo o voto já que é indigno dele. Pede sair do Parlamento, porque o senhor constitui uma vergonha nacional.
    Bem haja AMILCAR CABRAL, Orgulho de todo um Continente.

  3. Avelino R. Pina

    Exatamente.

  4. Agostinho Fonseca

    Foi uma figura destacada na luta anti-colonial mas não hà razão nenhuma para ser endeuxado. Aliàs, ele não foi um santinho. Mandou fuzilar muitos companheiros e é responsàvel pela politica actual da Guiné.
    Sejamos progmàticos

  5. Carlos Monteiro

    Uma pessoa pode destacar-se, quer pelos aspetos negativos, ou positivos. Neste particular, considero que o deputado Emanuel Barbosa, quer destacar-se, fazendo essa afirmação bombástica que pode prejudicar o se partido negativamente. Do seu lado, pode passar a ser conhecido, como um homem que pôe em causa uma figura muito respeitado nacional e internacionalmente. Ele que assuma a sua responsabilize.

  6. Odette

    So os saudosos dos tempos do marxismo-leninismo obsoleto continuam a “tomà bença” e a fazer peregrinação junto da estàtua de um assassino que mandou fuzilar companheiros. Que não me venham dizer que era necessàrio porque não é nenhuma desculpa. Os seus detractores tinham o direito de recusar ideias retrogradas e a independência veio dar razão porque os guineenses nunca quiseram ser governados pelos caboverdianos nem esses quereriam ser valetes dos outros. Recusaram a evidência, não tiveram em conta que, embora sem arroz, somos civilizados, não temos tribus e aceitamos o aceitàvel. Se a ideia cabralistra prevalecesse os “burmedjos” seria liquidados paulatinamente como fizeram com o Nino Vieira. Na Guiné é, antes de tudo, a guerra das tribos e, infelizmente, temos alguns que não suportam os irmãos na nossa terra. Para mim é o pior que pode suceder numa terra como a nossa e eu, como santiaguense, não adiro a nenhuma “guerra” fratricida. Não contem comigo porque nunca contei com o Amilcar & C°

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.