Quatro bairros de São Vicente vão ser alvos de intervenções urbanísticas com o apoio do Brasil

24/04/2019 13:46 - Modificado em 24/04/2019 13:46
| Comentários fechados em Quatro bairros de São Vicente vão ser alvos de intervenções urbanísticas com o apoio do Brasil

A ministra das Infra-estruturas, Ordenamento do Território e Habitação, Eunice Silva, informou que quatro bairros da ilha de São Vicente vão receber no mês de Maio um projecto de intervenção com técnicos especialistas do Rio de Janeiro, Brasil, inserido no Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidades (PRAA) avaliado em 232 mil contos.

De acordo com a Agência de Noticias Cabo-verdiana, a ministra Eunice Silva indicou que o projecto será lançado no dia 2 de Maio e que os bairros contemplados são: Alto Bomba, Covada de Bruxa, Fernando Pó e Canalona. “São quatro bairros onde nós vamos intervir com o apoio especializado na matéria, nomeadamente de técnicos especialistas que vêm do Rio de Janeiro – das favelas – para trabalharem connosco”, aclarou.

O bairro de Alto Bomba será a pioneira desta experiência que depois será levada para os outros bairros. Estes sofrerão uma alteração na parte física, envolvendo a respectiva da comunidade.

A mesma sustenta que vão fazer arruamentos, muros de suporte, acessos, a parte verde, cobrir as casas e pôr o bairro a funcionar no seu todo e que, segundo a governante, a escolha desses bairros para receber o projecto foi feita com base no levantamento das necessidades, mas sobretudo com base nos indicadores do Instituto Nacional de Estatística (INE) que dizem quais as ilhas que têm mais dificuldades, mais desemprego e mais população. A perspectiva, de acordo com Eunice Silva, é levar este projecto também a outras ilhas.

“Em função das necessidades e da situação que o INE retrata, pegamos nesses indicadores de cada um, fizemos o cálculo dos montantes para cada concelho. Ninguém fica de fora”, afiançou.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.