“Operação Zorro”: velejadores são ilibados por depoimento de James Delbos

22/04/2019 00:03 - Modificado em 22/04/2019 00:03
| Comentários fechados em “Operação Zorro”: velejadores são ilibados por depoimento de James Delbos

O suspeito de ser um dos responsáveis por acondicionar 1 tonelada de cocaína no veleiro Rich Harvest, apreendido em agosto de 2017 em São Vicente, Cabo Verde, Robert James Delbos, afirmou às autoridades brasileiras que os velejadores de nacionalidade brasileira, Rodrigo Dantas, Daniel Dantas e Daniel Guerra, envolvidos no processo “Operação Zorro” não sabiam que a droga estava no barco.

De acordo com o Bahia TV, Robert Delbos, acusado de ser um dos donos da cocaína, declarou que os brasileiros que estiveram detidos na Cadeia Central de Ribeirinha em São Vicente, Cabo Verde, são inocentes. Rodrigo Dantas, Daniel Dantas e Daniel Guerra recorde-se foram condenados por tráfico internacional e posteriormente libertados pelo 1º Juízo Criminal do Tribunal da Comarca de São Vicente, em Fevereiro deste ano, sob Termo de Identidade e Residência (TIR), viajando logo a seguir para o Brasil, onde aguardam o prosseguimento do julgamento.

Detido em Espanha, no mês de Agosto de 2017, por ordem da justiça brasileira, Delbos, que esta detido em S. Salvador, no Brasil, sob custódia da Polícia Federal, afirmou, em declarações prestadas, que a droga seria do inglês George Eduard Soul, sendo este o dono do veleiro Rich Harvest e responsável pelo carregamento da cocaína. Delbos ainda afiançou que foi contratado por Eduard para fazer uma reforma na embarcação e que não sabia que esta obra seria para acondicionar droga.

Delbos reforçou ainda que os três velejadores brasileiros não tinham conhecimento da carga que o veleiro transportava, chegando mesmo a admitir que estes são inocentes.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2021: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.