Família de turista britânico evacuado de emergência tece críticas ao sistema de saúde de Cabo Verde

18/04/2019 00:19 - Modificado em 18/04/2019 00:19

A família de Pete Mazur, turista britânico vítima de uma infeção pulmonar durante as férias em Cabo Verde e que foi transportado de emergência para o Reino Unido para receber tratamento, teceu críticas à qualidade dos serviços de saúde do país.

 De acordo com a Lusa, segundo a família, Mazur estava de férias no arquipélago quando desenvolveu líquido nos pulmões e passou quase uma semana a ser tratado no que a mulher, Becky, descreveu como “uma clínica primitiva” na ilha da Boa Vista.

Acompanhada pelo filho de cinco anos, Becky Mazur, queixou-se das condições da clínica, nomeadamente a assistência de apenas uma enfermeira durante a noite, e disse que Mazur precisava de uma ambulância aérea para o transportar para receber cuidados intensivos.

Nesta quarta-feira, a sogra, Karen Banham, adiantou na rede social Facebook, que uma equipa médica foi enviada, na terça-feira, a Cabo Verde, pela companhia de seguros, para assistir e ajudar no regresso do britânico de 44 anos, residente em Suffolk, na costa sudoeste de Inglaterra.

Comente a notícia

Obrigatório

Publicidades
© 2012 - 2019: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.