Praia: Polícia Nacional manda abrir inquérito para apurar morte de detido na Esquadra da Achada Santo António

17/04/2019 23:38 - Modificado em 17/04/2019 23:38
| Comentários fechados em Praia: Polícia Nacional manda abrir inquérito para apurar morte de detido na Esquadra da Achada Santo António
Foto: Inforpress

A Polícia Nacional (PN), através do Comando Regional de Santiago Sul e Maio, avança que já mandou abrir um inquérito interno para apurar as circunstâncias da morte do detido Odair “Odá” Ribeiro, na Esquadra da Achada Santo António, Praia.

Através de um comunicado a PN informa que na noite de terça-feira, pelas 23horas e 45 minutos, deu entrada no Hospital Central da Praia, onde viria a falecer, o cidadão nacional Odair Rebelo, mais conhecido por “Odá”, residente em Achada Eugénio Lima, solteiro de 23 anos de idade, que estava detido na Esquadra da Achada Santo António.

“Momento antes, o referido cidadão foi detido na localidade de Achadinha, cidade da Praia, na sequência de uma operação policial levada a cabo pela Unidade de Piquete, e estava na posse de uma arma de fogo e produtos provenientes de furto. No interior da Esquadra de Achada Santo António, o mesmo terá sido vítima de um disparo com arma de fogo, pertencente ao Agente Nuno Jorge Ramos Sequeira. O agente envolvido teria, de seguida retirado daquela unidade policial e viria a ser encontrado morto hoje de manhã, evidenciando sinais de um possível suicídio” lê-se.

No entanto a PN, aponta que o Comando Regional já mandou abrir um inquérito interno, com vista ao apuramento das circunstâncias que levaram à morte do “Odá” e que as Autoridades Judiciais já foram informadas sobre este incidente.

Segundo a mesma fonte o inquérito deverá ficar pronto dentro de 20 a 30 dias, e reunirá condições para dar informações mais concretas sobre o ocorrido naquela unidade policial.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2020: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.